Moto Facil

‘A gente está se conhecendo’, diz ex-BBB Fernanda sobre William

Fernanda Liberato e William Blackout se conheceram quando estavam disputando com Geralda e Matheus uma vaga para entrar no Big Brother Brasil 16. Embora não tenham ficado no reality, os dois praticamente não se desgrudam fora da casa. Mas a escritora faz questão de deixar claro que os dois não estão namorando. “A gente está se conhecendo”, afirmou ela ao EGO na tarde desta quarta-feira, 3.

Itamaraju - capacelebridade

Em seu Instagram, Fernanda tem postado fotos com os dois juntos. Dentre elas, eles aparecem malhando e até andando de helicóptero. “Felicidade sem tamanho!”, postou a escritora, em uma imagem em que aparece beijando William “Blackout” no rosto.
Os fãs até desconfiram. “Eles estão namorando?”, questionou um seguidor. Até “O Globo” publicou que os dois não se desgrudam. Mas Fernanda disse ao EGO que é só amizade. “Somos amigos, mas não estamos namorando. Ele é um querido. A gente está vendo como vai ser vida fora do BBB, só isso”, declara.
Casamento não acabou
William “Blackout” confirma que a relação entre os dois é de amizade. E conta que eles estão tão próximos que até criaram apelidos um para o outro. “Ela é o Piupiu e eu sou o Frajola”, se diverte o segurança, que afirma que a brincadeira surgiu sem que eles percebessem.
O ex-BBB também garante que continua casado. “A esposa está em São Paulo, em casa. Passei lá, fui lá vê-la. Ela está meio frustrada, porque achou que a gente ia ter um avanço na vida. Eu não, eu estou muito contente. Pra mim foi tudo de bom, foi maravilhoso. Desde que eu saí só tenho a agradecer, porque eles mudaram a minha vida. Conheci o céu de BH, conheci pessoas boas, e conheci a Piupiu. E vai ser melhor ainda”, afirma ao EGO.
O segurança também brincou dizendo que era “filhote do Catra”, mas quando questionado se era pelo número de mulheres, o ex-BBB riu e disse que não. “Eu ainda não aprendia a lição toda do Catra, sou um filhote só. Não mudou nada”, garante. William afirma que faz essa brincadeira porque o próprio funkeiro fez uma campanha a seu favor quando ele ainda estava na casa. “Ele me deu o maior apoio, porque eu não tinha nenhum apoio. Ele e o Jota Quest. Também sou filhote do Jota Quest, que também me deu apoio”, afirma.

Por | Ego.globo

Comentários no Facebook