Agosto, mês dos pais: o papel deles no acompanhamento da vacinação dos filhos

Ver um filho crescer saudável é o sonho de qualquer pai. Mas quando o assunto é a saúde dos pequenos e as formas de protegê-los contra doenças graves, muitas dúvidas ainda surgem. Para a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), manter a caderneta de vacinação das crianças em dia é uma ferramenta eficaz para o controle de diversas doenças com prevenção através da vacinação como sarampo e poliomielite.1

O publicitário Jorge Freire, autor do blog Nerd Pai, acredita que pais e mães têm papel importante na vacinação dos filhos e acompanha rigorosamente a caderneta do Leonardo, de 8 anos, e da Bruna, de 2 anos. “Somos uma chave valiosa na educação dos nossos filhos. Ensinamos a viverem em sociedade e mostramos, todos os dias, as regras para o bom convívio. E a vacinação é fundamental para que possamos manter não só a saúde dos nossos filhos, como também de toda a sociedade. Como eu trabalho em casa e tenho mais flexibilidade, a responsabilidade de levar as crianças para se vacinarem é minha”, conta Jorge.

O Ministério da Saúde recomenda que todas as crianças vacinadas conforme o calendário do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e as vacinas estão disponíveis gratuitamente nos postos de saúde pelo Sistema Único de Saúde (SUS).2,8

Na casa do Jorge, as cadernetas de vacinação do Leo e da Bruna estão sempre atualizadas. “Nós ficamos atentos à todas as campanhas do Ministério da Saúde e sempre perguntamos aos pediatras dos nossos filhos sobre as vacinas recomendadas. Com essa prevenção, eles nunca tiveram doenças como catapora, rubéola, caxumba e sarampo”, conta Jorge.

Vacinação

A vacinação é uma das formas mais seguras para evitar diversas doenças como meningite, sarampo, rubéola, caxumba, poliomielite, pneumonia, entre outras.3

A meningite meningocócica é uma infecção bacteriana das membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal, podendo causar sequelas e até mesmo levar a óbito.4,5 É causada pela bactéria Neisseria meningitidis que possui 12 sorogrupos identificados, sendo que cinco deles são os mais comuns (A, B, C, W e Y).4,5

A vacina para prevenção da doença meningocócica causada pelos sorogrupos A, C, W e Y é indicada para crianças a partir dos 2 meses de idade, adolescentes e adultos.6 Já a vacina para a proteção contra a doença meningocócica causada pelo meningococo B é indicada para indivíduos dos dois meses aos 50 anos de idade.7 Nos postos de saúde, a vacina para proteção contra a doença causada pelo meningococo C é gratuita para crianças menores de 5 anos de idade e adolescentes de 11 a 14 anos.8

Para mais informações, consulte o seu médico.

Sobre a GSK

Uma das indústrias farmacêuticas líderes no mundo, a GSK está empenhada em melhorar a qualidade de vida humana permitindo que as pessoas façam mais, sintam-se melhor e vivam mais. Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

*As opiniões emitidas pelo Jorge Freire são de autoria e responsabilidade do mesmo.

Referências:

1 – SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Vacinação é ferramenta mais eficaz para controlar doenças, diz especialista, 2016. Disponível em: <https://familia.sbim.org.br/noticias/148-vacinacao-e-ferramenta-mais-eficaz-para-controlar-doencas-diz-especialista>. Acesso em: 26 jul. 2018.

2 – BRASIL. Ministério da Saúde. Alerta: 312 cidades têm baixa cobertura vacinal da pólio. Disponível em: <http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/43797-ministerio-da-saude-alerta-para-baixas-coberturas-vacinais-para-polio>. Acesso em 16 jul. 2018.

3 – BRASIL. Ministério da Saúde. A vacinação ainda é a melhor forma de prevenir doenças. Disponível em: <http://www.blog.saude.gov.br/index.php/promocao-da-saude/52650-a-vacinacao-ainda-e-a-melhor-forma-de-prevenir-contra-doencas>. Acesso em: 01 jun. 2018.

4 – WORLD HEALTH ORGANIZATION. Meningococcal Meningitis. Disponível em: <www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/meningococcal-meningitis> Acesso em: 16 jul. 2018.

5 – SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES. Doença meningocócica (DM). Disponível em: <https://familia.sbim.org.br/doencas/88-doenca-meningococica-dm>. Acesso em: 16 jul. 2018.

6 – MENVEO [vacina meningocócica ACWY (conjugada)]. Bula da vacina.

7 – BEXSERO [vacina adsorvida meningocócica B (recombinante)]. Bula da vacina.

8 – BRASIL. Ministério da Saúde. Calendário nacional de vacinação 2018. Disponível em: <http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/pdf/2018/julho/11/Calendario-de-Vacinacao-2018.pdf>. Acesso em: 12 jul. 2018.

Por | Camila

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!