Aluna de ensino público de Itamaraju é selecionada por programa dos Estados Unidos

O Programa Jovens Embaixadores é uma iniciativa de responsabilidade social da Embaixada dos Estados Unidos em parceria com os setores público e privado do Brasil e dos EUA, que beneficia, com uma viagem de três semanas nos Estados Unidos, alunos brasileiros da rede pública com excelente desempenho escolar, que falam inglês, que pertencem à camada socioeconômica menos favorecida, que tem perfil de liderança, que prestam serviço voluntário e que são exemplos em suas comunidades.

Em 2016, o programa completou 15 anos de existência e contou com cerca de 19.000 inscritos de todo o país. Após várias etapas, 50 jovens foram escolhidos e irão representar o Brasil em uma missão diplomática em Washington, em janeiro.

Stelle de Rocio de Souza, aluna do Colégio Modelo Luis Eduardo Magalhães de Itamaraju foi uma das selecionadas.itamaraju-capa-n-2017-10-22-stelle

A jovem está no 3° ano do EM e foi sua primeira tentativa para entrar no programa. A primeira etapa constituiu-se de um extenso formulário Online, onde os candidatos deveriam anexar cartas de recomendação, histórico escolar, documentos, recibos de renda e responder algumas perguntas pessoais.

Os aprovados nessa fase foram encaminhados para a prova mais difícil – os testes de proficiência em inglês. A aluna foi até a cidade de Salvador, e em 16 de setembro fez os dois testes na ACBEU. Após algumas semanas, recebeu um email dizendo que esta foi aprovada e que deveria receber em casa uma representante da secretaria de educação do estado.

A entrevista foi enviada para a SEC e após algumas semanas, soube que era uma dos quase 170 finalistas da fase nacional do programa.

No dia 28 de outubro, a embaixada norte americana divulgou os nomes dos 50 jovens escolhidos pelo programa. No estado da Bahia foram 3 contemplados: Stelle, Marcelo Santa’Ana de Santo Amaro e Débora Leal de Camaçari. A jovem é a única da região sul.

Agora, ela está correndo atrás dos documentos necessários para tirar o passaporte. A viagem e totalmente custeada pela embaixada, ficando a cargo do estudante apenas arcar com os custos com a documentação e de ônibus até a cidade de Perto Seguro.

http://embaixada-americana.org.br/ya2017names/

Por | Adriel Batista Ferreira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *