APLB/Sindicato de Itamaraju afirma risco de greve dos servidores da educação

A APLB/Sindicato dos Servidores da Educação de Itamaraju, anunciou na tarde desta segunda-feira (26), o risco de greve da categoria no município. Segundo o coordenador da APLB/Sindicato, Noel Vieira a situação da categoria se “agravou” na última quinta-feira (22), quando em uma reunião com o gestor municipal Pedro da Campineira, o mesmo teria anunciado que o município não se dispõe de verbas para conceder o reajuste de 22,2%, solicitando um prazo para o dia 16 de Abril.

De acordo com o coordenador, o executivo alega que será realizado um levantamento de todos os dados,  onde informou que buscará suplementação perante ao MEC para cumprir com a Lei Federal 11738 / 2008, a Lei do piso nacional. O impasse foi anunciado pela Diretoria em assembléia na última sexta-feira (23) e teria despertado a indignação dos servidores que não descartam a possibilidade de uma greve.

Pois de acordo com o Departamento Jurídico da APLB o projeto de lei tem o dia (10) de Abril como a sua última data para ser enviado ao legislativo, devido o ano eleitoral.

Ao final da assembléia, os servidores não aceitaram a contra-proposta do executivo e aguardam a decisão da reunião executiva de um consenso entre o governo e o executivo da APLB e após a decisão os mesmos poderão declarar a greve.

A assembléia ainda contou com o apoio do Diretor de Comunicação da APLB Noildon que deu suporte aos servidores. Uma nova assembléia está prevista para acontecer na próxima Quarta-Feira (28).

Deixe seu comentário