Chame Táxi Uirislan

As doenças de pele mais comuns no Brasil

Muitas pessoas não cuidam muito da pele pois acham que se trata apenas de um fator estético.

Mas você sabia que, apesar de externa, ela é um dos órgãos do nosso corpo? E assim como cada órgão interno, merece cuidados especiais!

Por se tratar de uma região em constante contato com fatores do meio externo, ela também é alvo frequente de doenças.

Neste artigo vamos conferir as doenças de pele que são mais comuns no Brasil, entendendo como podemos nos prevenir e tratar esses males.

Pronta para saber mais sobre o assunto? Continue sua leitura até o final!

O que são doenças de pele?

A pele é considerada o maior órgão do corpo humano. Sua função principal é de regular a temperatura e proteger o organismo de agentes externos como bactérias, vírus, radiações e elementos alergênicos e irritantes.

Porém, por estar em constante contato com o meio externo, torna-se alvo de doenças que podem causar irritação, obstrução ou inflamação em toda sua extensão.

As doenças de pele podem ser consideradas como qualquer interferência em sua extensão, seja ela apenas estética (corrigida por técnicas de dermocosmética) ou doenças crônicas que afetam profundamente a qualidade de vida dos pacientes. Além desses dois casos, também existem casos que podem ser fatais na falta de tratamento adequado, como o câncer de pele,  e outros que não revelam doenças internas graves.

Dependendo do tipo de doença, podem causar dor, deformidade e enorme impacto psicológico na vida do paciente.  Por isso, apesar de muitas pessoas considerarem apenas efeitos estéticos, é importante que cada doença de pele seja tratada da maneira adequada, evitando problemas posteriores, sejam eles estéticos ou fisiológicos.

Além das questões que interferem diretamente na saúde do paciente, existem também as psicoemocionais, como a pele flácida. A flacidez é caracterizada pela falta de firmeza na pele, sendo um processo natural de envelhecimento, mas que pode ser prevenida e tratada.

As doenças de pele mais comuns

Existe uma variedade imensa de doenças de pele que afetam todos os brasileiros, mas agora você irá conferir uma lista com as mais comuns:

Micoses

A micose é uma doença comum causada por fungos. Estes seres vivos consomem a queratina presente na pele, cabelos ou unhas, desintegrando-as e provocando lesões.

No verão, devido ao suor excessivo somado à umidade da pele, é comum que cause o conhecido “Pano Branco”, que se manifesta na pele como manchas brancas ou vermelhas que coçam. Além dos casos de pele, comumente costumam afetar as lâminas da unha, gerando lesões de aspecto escuro e desagradável.

Manchas na pele – Melasma

Melasmas são manchas escuras, com tonalidade marrom, que surgem em áreas expostas do corpo, como mãos, braços, pescoço e colo. O surgimento do melasma ocorre principalmente em mulheres, entre os 20 e 50 anos de idade. As manchas são benignas e geralmente não ocasionam problemas para a saúde.

Não existe um fator isolado que cause o problema, mas geralmente ocorrem como resposta à exposição solar excessiva ou por alterações dos hormônios na gravidez ou pelo uso de anticoncepcionais via oral, sendo gerado pelo aumento da atividade dos melanócitos, células responsáveis pela produção da melanina da pele. Alguns fatores de predisposição genética também interferem no surgimento das manchas.

A principal forma de prevenir e tratar a doença é pela proteção contra os raios solares, utilizando protetores com no mínimo FPS 30. Após o surgimento das manchas, também pode-se utilizar cremes clareadores a base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinóico ou ácido azelaico. É importante que os tratamentos sejam realizados com o auxílio de um profissional qualificado, prevenindo o agravamento e progressão do caso.

Manchas solares

São comuns após exposição solar sem proteção, ocorrendo frequentemente em peles claras e morenas – em todas as idades. As partes mais afetadas são as que ficam diretamente expostas, como mãos, braços, rosto e pescoço.

Disidrose

A disidrose é uma inflamação na pele que gera o acúmulo de líquido em pequenas bolhas. Quando estouradas, essas bolhas deixam a pele mais grossa. Geralmente afetam as palmas das mãos e solas dos pés, locais com maior atrito.

As crises geralmente são causadas por predisposição genética, mudanças bruscas na temperatura ambiente e o contato do corpo com metais – como Cromo, Cobalto e Níquel. As inflamações podem ser tratadas com medicação tópica, amenizando o quadro.

Alopecia Areata

Não é considerada uma doença grave nem contagiosa, mas é comum estar associada ao vitiligo ou distúrbios hormonais.

Esta doença é caracterizada pela queda de cabelo ou pelos em áreas arredondadas do corpo – como por exemplo o couro cabeludo. Após a queda dos fios, o cabelo geralmente nasce branco inicialmente e depois retorna para a sua cor natural.

Como causa natural é sabido que os folículos capilares são atacados pelo próprio sistema imune da pessoa, o que pode ser favorecido por quadros de estresse. Como não se sabe ao certo outros fatores que podem causa-la, infelizmente não é possível preveni-la.

Como tratamento, podem ser aplicadas algumas injeções medicamentosas, utilizando cortisol, por exemplo.

Rosácea

A doença se caracteriza por vermelhidão duradoura com lesões inflamadas, acne, secura nos olhos, irritação, inchaço e aumento da espessura da pele de regiões como bochechas, nariz, testa e queixo. Frequentemente é confundida com queimaduras solares, devido à vermelhidão da pele.

Vários fatores desencadeiam a doença, como o uso de medicamentos vasodilatadores ou corticoides, doenças gastrointestinais, temperaturas extremas, ingestão de alimentos ou bebidas quentes, banhos quentes, situações de estresse e hipertensão.

O tratamento inclui evitar os fatores que dilatam os vasos (como os citado acima), uso do protetor solar e produtos tópicos como ácidos para diminuir a inflamação. Alguns casos também incluem tratamentos com antibióticos e laser.

Dermatite seborreica

A dermatite seborreica provoca coceira, manchas vermelhas e descamação da pele do couro cabeludo, barba ou tórax masculino. É uma inflamação crônica que afeta as glândulas sebáceas e piora com o tempo frio e seco, com estresse emocional, banhos quentes e ingestão de alimentos gordurosos.

Trata-se de uma doença que não possui cura, mas é possível trata-la pelo uso de xampus anticaspa específicos, loções e cremes com corticoides.

Como se prevenir?

A grande parte das doenças de pele podem ser prevenidas tomando-se cuidados específicos para exposição solar. Os cuidados incluem o uso de protetor solar com fator de proteção acima de 50 FPS e barreiras físicas como chapéus, óculos e roupas com proteção UV.

Para os casos de flacidez e outros casos mais estéticos (como acnes leves e celulites), por exemplo, recomenda-se aliar o uso de protetor solar à produtos dermocosméticos indicados para cada tipo de tratamento.

Como você pode ver acima, outras não possuem uma causa específica ou incluem situações hereditárias ou emocionais, como o estresse.

Outros aspectos importantes

Cuidar da pele é essencial! Além de se tratar de quesitos estéticos, a falta de cuidado pode acarretar em problemas muito mais internos, interferindo em toda a saúde do paciente.

É importante que, no surgimento de algum sintoma em sua pele, procure um profissional indicado que apresente os tratamentos adequados para a sua condição.

Mantenha seus cuidados em dia, aliando uma imagem externa cuidada à uma saúde preventiva!

Gostou do conteúdo de hoje sobre as doenças de pele? Comente logo abaixo suas dúvidas – estamos prontos para atendê-la!

Por | AesCare

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!