Bancários indicam greve geral a partir do dia 19

Os bancários do extremo sul da Bahia podem aderir à greve geral da categoria, a partir do próximo dia 19, proposta pela Contraf-CUT. A decisão deve ser anunciada na noite desta quinta-feira (12), em assembleias nas cidades de Itamaraju, Eunápolis, Teixeira de Freitas e Porto Seguro.

Reunião Sind.-Bancários (Editado) 1

As negociações com a Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) não surtiram efeito, pois a federação propôs reajuste de apenas 6,1% sem aumento real para os salários. O mesmo reajuste foi proposto para vales, auxílios, piso e PLR, que permaneceria no modelo atual.

Segundo Carlos Eduardo Coimbra, coordenador geral do Sindicato dos Bancários do Extremo Sul da Bahia (Sindibancários), a greve pode ser evitada, caso os banqueiros ofereçam proposta satisfatória para os trabalhadores. “Se até lá (dia 19) não houver uma proposta decente, os bancos estarão levando a categoria à greve geral por tempo indeterminado”, adverte.

 “O Comando Nacional dos Bancários foi enfático na mesa e deixou claro que nossas reivindicações partem dos ganhos bilionários que o setor tem sempre”, ressalta.

Além do reajuste salarial, os bancários cobram melhores condições de trabalho e o fim das metas abusivas dos bancos. “É o momento de a categoria ir à luta contra o assédio moral, as metas abusivas, as demissões, a falta de condições de trabalho e de atendimento”, convoca o dirigente.

Fonte: Sindibancários Extremo Sul-CUT

Deixe seu comentário