Começa no dia 6 de novembro a renovação de matrícula nas escolas estaduais

Começa no dia 6 de novembro a renovação de matrícula nas escolas estaduais

Começa no próximo dia 6 de novembro a renovação da matrícula para os estudantes que estão matriculados e com frequência regular nas escolas da  rede estadual de ensino. O cronograma de renovação de matrícula e do período de matrícula para o ano de 2018 foi divulgado pela Secretaria da Educação do Estado da Bahia no Diário Oficial do Estado, desta sexta-feira (27), através da Portaria n° 7834/2017. O período de renovação de matrícula será até 30 de novembro.

O processo será feito pela internet, por meio do Portal da Educação (www.educacao.ba.gov.br) ou diretamente na unidade escolar onde o aluno estuda e concluirá o ano letivo de 2017. Para a renovação, o estudante deverá recolher a carta de renovação na secretaria da escola onde ele estuda, sinalizar a intenção ou não de permanecer na unidade escolar onde está matriculado e devolver o documento para a escola. No caso de menores de 16 anos, será necessário que os pais ou responsáveis sinalizem a permanência ou não do aluno na escola e assinem o documento para a devolução. A outra opção é o estudante ou responsáveis (no caso de menos de 16 anos) utilizarem o código disponível na carta para acessar o sistema e renovar a matrícula pela internet.

Ainda em novembro, nos dias 13 e 14, será realizada a pré-matrícula para o público alvo da Educação Especial, ou seja, estudantes com necessidade educacional especial (com deficiência, transtorno global do desenvolvimento e/ou altas habilidades/superdotação), com ou sem diagnóstico comprovado, que não concluíram o ano letivo 2017 nas escolas estaduais e desejem ingressar ou regressar à rede estadual de ensino no ano letivo de 2018. Esta pré-matrícula acontecerá apenas pela internet, através do Portal da Educação.

Para a pré-matrícula, todos os campos de cadastro devem ser preenchidos, informando o tipo de deficiência que o estudante possui, se apresenta transtorno global do desenvolvimento ou altas habilidades/superdotação. O estudante inscrito na pré-matrícula da Educação Especial terá sua matrícula efetivada, somente após a entrega da documentação (original do histórico escolar, original e cópia da carteira de identidade ou certidão de registro civil e original e cópia, com data recente, do comprovante de residência) na unidade escolar que for indicada no cadastro pelo Núcleo Territorial de Educação (NTE), nos dias 25, 26 e 29 de janeiro de 2018.

A matrícula para os alunos novos ou para os alunos da rede que irão mudar de escola acontecerá em janeiro de 2018.

Por | ASCOM
Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Agora é oficial! WhatsApp começa a liberar função ‘Apagar mensagem’

Agora é oficial! WhatsApp começa a liberar função ‘Apagar mensagem’

Já faz algum tempo que os usuários do WhatsApp estão esperando pela possibilidade de “Apagar mensagens”, não é mesmo? Pois o recurso já foi visto em versões Beta do mensageiro, mas ainda não era possível saber quando veríamos a novidade chegando efetivamente. Isso até agora, pois a função está sendo disponibilizada, finalmente.

Uma página no site oficial do WhatsApp já descreve bem a função. Ela se chama oficialmente “Apagar para todos” e permite que mensagens sejam excluídas de grupos ou de conversas individuais. A novidade está sendo liberada para Android, Windows Phone e iOS, mas ainda não há informações sobre quando a versão Web também vai receber o recurso.
Um alerta: “Você poderá apenas apagar mensagens para todos até 7 minutos após seu envio”.

“TecMundo! Ainda não tô conseguindo!”
É importante mencionar que esta atualização deve ser disponibilizada aos poucos durante os próximos dias. Isso significa que, mesmo atualizando o seu WhatsApp, é possível que você ainda não tenha acesso ao recurso.
Outro ponto bem importante: como a própria página deixa claro, “para que mensagens sejam efetivamente apagadas para todos, ambos você e seu contato deverão possuir a versão mais atualizada do WhatsApp para Android, iPhone e Windows Phone”. Ou seja: se você atualizou o seu WhatsApp, mas seu contato, não, ele ainda vai ver a mensagem.
Quem nunca precisou disso, não é mesmo?

Fonte | TecMundo

Taxa extra da conta de luz aumentará de R$ 3,50 para R$ 5,00

Taxa extra da conta de luz aumentará de R$ 3,50 para R$ 5,00

Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou na última terça-feira (24/10) um aumento de 42,8% para o valor do patamar 2 da bandeira tarifária vermelha. Com o reajuste, a taxa extra cobrada nas contas de luz quando essa bandeira é acionada passará de R$ 3,50 para R$ 5,00 a cada 100 kWh consumidos.

Segundo a decisão da Aneel, o novo valor passará a valer já a partir de novembro. Entretanto, se trata de uma proposta que passará por audiência pública e poderá ser alterada em uma votação posterior à audiência.

De acordo com o diretor da Aneel Tiago Correia, a aplicação imediata do novo valor vai evitar um déficit ainda maior na conta que arrecada os recursos das bandeiras tarifárias, que já registra prejuízo.

Esses recursos são usados para cobrir o aumento no custo da geração de energia no país, que ocorre quando a falta de chuvas faz cair muito o nível de armazenamento de água dos reservatórios das hidrelétricas e é necessário acionar mais termelétricas – que geram energia mais cara.

Nesse momento, a estiagem atinge os reservatórios das principais hidrelétricas do país e ao longo de outubro já está valendo o patamar 2 da bandeira tarifária vermelha. Neste mês, o valor da bandeira inda será de R$ 3,50 para cada 100 kWh consumidos

A proposta da agência reguladora manteve em R$ 3,00 o valor do patamar 1 da bandeira vermelha. Já a taxa da bandeira amarela cairá pela metade, de R$ 2 para R$ 1 a cada 100 kWh consumidos.Mudança no gatilho

Em compensação, a Aneel alterou também os gatilhos de acionamento das bandeiras. Assim, o acionamento da bandeira amarela deve acontecer antes do que geralmente ocorre.

A mudança nos patamares foi proposta depois que a Aneel verificou que os atuais valores não têm sido suficientes para pagar pelo custo extra de geração da energia com o uso mais intenso de termelétricas.

Com os reservatórios das usinas hidrelétricas cada vez mais baixos, por causa da falta de chuvas, o sistema elétrico depende cada vez mais de usinas térmicas, que geram energia mais cara pois funcionam por meio da queima de combustíveis.

Fonte | Censanet.com

Assaltos a ônibus em estradas da Bahia chegam a 470 em oito meses, aponta SSP-BA

Assaltos a ônibus em estradas da Bahia chegam a 470 em oito meses, aponta SSP-BA

Viajar de ônibus por uma estrada baiana, seja ela estadual ou federal, tem sido um drama para muitos passageiros. Nos oito primeiros meses de 2017, o número de assaltos chegou perto de 500.

Foram 470 roubos a ônibus intermunicipais, segundo dados da Secretaria da Segurança Pública do Estado (SSP-BA) enviados ao Bahia Notícias. Como foram analisados os casos até o oitavo mês do ano, não entrou na lista o assalto a um veículo que fazia a linha Itanhém-Teixeira de Freitas, na última terça-feira (17), na BA-290. Caía a tarde quando homens armados, um com uma arma artesanal, abordaram o veículo da empresa Expresso Brasileiro.

Já no interior do ônibus, a dupla não livrou ninguém, roubando motorista, cobrador e passageiros (ver aqui). Apesar do número alto, a SSP-BA informou que houve redução de assaltos em 21,3%, comparado ao mesmo período de 2016. À época, foram registradas 597 ocorrências com ônibus intermunicipais no estado.

A secretaria declarou que a redução dos números se deve a ações integradas das polícias Civil e Militar em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF-BA), com a realização de blitze e bloqueios. Ainda segundo a secretaria, o telefone 181 (disque Denúncia do interior) pode ser usado pela população para ajudar na prevenção e no combate aos assaltos nas estradas.

Fonte | Bahianoticias

Ex-cantor da banda Shalom é morto a tiros no município de Ibirapitanga

Ex-cantor da banda Shalom é morto a tiros no município de Ibirapitanga

O pastor e cantor Melchiades Santos Neto, de 36 anos, conhecido como Netto Paz (ex-vocalista da Banda Shalom) morreu por volta das 19h desta quarta-feira (25) após ser atingido por 4 disparos no trevo da BA-650 com a BR-101, à cerca de 3km da cidade de Ibirapitanga.

A informação é do blog Ubatã Notícias. Moradores informaram que a vítima teria sofrido uma tentativa de assalto, mas essa versão foi descartada pelas autoridades policiais. Segundo a Polícia Civil, Netto Paz estava no veículo modelo Corolla, com a esposa e a filha, que também teria sido baleada no braço, e se dirigia ao município de Ibirapitanga quando foi surpreendido por bandidos que teriam disparado diversos tiros contra o carro do pastor. De acordo com a polícia, nada foi levado das vítimas. Após o crime, os bandidos teriam fugido numa picape modelo Fiat Strada, de cor branca.

Populares socorreram o cantor até o Hospital de Ibirapitanga, mas ele morreu momentos após dar entrada na unidade hospitalar. Guarnições da Polícia Militar realizam operações para tentar prender os criminosos. Netto Paz, que era da Universal Music, se tornou um dos cantores do segmento gospel mais conhecido da Bahia e já lançou DVDs e diversos CDs durante pouco mais de 20 anos de carreira.

Ele ficou muito conhecido na região e além das fronteiras baianas quando fazia parte da Banda Shalom. A Polícia Civil investiga o crime e ainda não divulgou qual a principal linha de investigação. A filha do cantor foi encaminhada para um hospital em Itabuna. Não há informações sobre o estado de saúde dela. O crime chocou a comunidade de Ibirapitanga.

Fonte | Giroemipiau

Produtos da agricultura familiar baiana serão destaques no maior evento gastronômico da América Latina

Produtos da agricultura familiar baiana serão destaques no maior evento gastronômico da América Latina

Produtos da agricultura familiar baiana marcam presença no maior evento gastronômico da América Latina, a Semana Mesa São Paulo, que começa nesta quinta-feira (26) e vai até domingo (29), na capital paulista. O evento contará com participação de oito cooperativas da agricultura familiar que apresentarão seus produtos, a exemplo do azeite de licuri, cortes nobres de ovinos e caprinos, tapioca, palmito, chocolates finos, café, cerveja de umbu e cachaça.

Chefs de cozinha que atuam no cenário baiano farão palestras e apresentaram pratos inéditos elaborados com produtos da agricultura familiar. O objetivo do Governo do Estado é divulgar a força produtiva do rural baiano, para o setor gastronômico nacional e internacional.

Quem visitar a Semana Mesa São Paulo, instalada no Memorial da América Latina, Barra Funda, poderá conferir e degustar os produtos da agricultura familiar, na área da Feira Cultural e Gastronômica Farofa do Brasil, onde será montado o estande do Governo do Estado, organizado pelas secretarias de Desenvolvimento Rural (SDR), por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), e de Turismo (Setur).

No espaço, com 36 metros quadrados, que leva o nome de Bahia Rural Contemporânea, também terá a participação das tradicionais baianas, como a quituteira Ganesha de Melo, que levará seu tabuleiro de acarajé e comercializará abará, acarajé, bolinho de estudante e cocada. Já Aldaci dos Santos, conhecida popularmente como Dadá, vai ofertar maniçoba e o sarapatel de cordeiro, com os cortes produzidos pela Cooperativa Agroindustrial de Pintadas (Cooap), do Território de Identidade Bacia do Jacuípe.

A expectativa dos organizadores é que 100 mil pessoas visitem o evento, que contará com uma programação diversificada, com produtos de várias regiões brasileiras, aulas práticas, palestras, degustações, espaço dedicado ao vinho e queijo, tendências da gastronomia e outros.

Wilson Dias, diretor-presidente da CAR, destaca que o objetivo do Governo do Estado é de valorizar ao máximo o trabalho dos agricultores familiares, das suas cooperativas e organizações produtivas: “O mundo da gastronomia é um nincho de mercado direto para os restaurantes e indireto para os milhares de frequentadores diários, de modo que as cooperativas da agricultura familiar podem desenvolver importantes parcerias comerciais para um público que tem compromisso com o desenvolvimento sustentável, e a Semana Mesa São Paulo funciona como uma grande demonstração disto: um ambiente onde a gente vai apresentar produtos, participar de rodadas de negócio e mostrar a diversidade e a qualidade dos produtos da agricultura familiar baiana”.

Chefs divulgam agricultura familiar
Compõem a comitiva de chefes de Cozinha da Bahia, que participarão da Semana Mesa São Paulo na edição deste ano: Marinho, Fabrício Lemos, Lisiane Arouca, Rafael Zacarias e Eli Batista.

Convidado pelos organizadores para ser embaixador da Bahia, Caco Marinho juntamente com o chefe Fabrício Lemos, estarão no principal espaço do evento, o Palco Tendências, na sexta-feira (27), com a palestra A Bahia que poucos conhecem e de que pouco se fala, um diálogo que divulga o quanto a agricultura familiar da Bahia é rica em produção de alimentos saudáveis para a culinária.

“Vamos falar sobre a formação da tradicional cozinha baiana a partir das matrizes indígenas, portuguesas e africanas. Alertar para a perda progressiva de importantes tradições, além de dialogar sobre a ‘Nova Cozinha Baiana’ feita de dendê e de ingredientes baianos bem menos conhecidos como licuri, maracujá da caatinga, mel e samburá das nossas abelhas nativas, ostras nativas do Iguape, do bode de Pintadas, do fumeiro de Maragogipe, do mel de cacau cabruca, da mandioca e de tantas outras riquezas”, destacou Caco.

Empreendimentos
Participam da Semana Mesa São Paulo os seguintes empreendimentos: Cooperativa de Produção da Região do Piemonte da Diamantina (Coopes), Produtores de Aguardente de Qualidade da Microrregião de Abaíra (Coopama), Agropecuária Familiar de Canudos, Uauá e Curaçá (Coopercuc), Produtores Orgânicos e Biodinâmicos da Chapada Diamantina (Cooperbio), Produtores de Palmito do Baixo Sul da Bahia (Coopalm), Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), Desenvolvimento Sustentável da Agricultura Familiar do Sul da Bahia (Coofasulba) e Agroindustrial de Pintadas (Cooap).

Por | Assessoria de Comunicação

Professores de Inglês da rede estadual são selecionados para curso nos Estados Unidos

Professores de Inglês da rede estadual são selecionados para curso nos Estados Unidos

Um total de 40 professores de Língua Inglesa da rede estadual de ensino foram contemplados com uma bolsa de estudos para o curso de aperfeiçoamento de Inglês da empresa Fulbright Brasil, com duração de seis semanas, nos Estados Unidos. Eles foram selecionados após fazer a prova de proficiência TOEFL para o Programa de Desenvolvimento Profissional de Língua Inglesa nos EUA (PDPI).

Em todo o Brasil, foram selecionados 479 bolsistas e a Bahia foi o Estado que obteve o maior número de contemplados. O curso, que será realizado de 10 de janeiro a 25 de fevereiro de 2018, é financiado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), em parceria com a Embaixada dos EUA, que arcará com as despesas como visto, passagens, alimentação, hospedagem e material didático.

Os professores farão o curso de acordo com o seu nível (Intermediário I e II) ou Metodologia do Ensino da Língua. A carga horária será de mais de 200h para aperfeiçoamento do idioma e aprendizado de novas formas de atuação em sala de aula, por meio das metodologias vivenciadas. Um grupo de professores terá aulas na University of Kansas, no Estado do Kansas, outro na University of Missouri, no Estado de Missouri e, alguns, em uma universidade localizada em Miami.

A professora Cristhiane Bastos, que leciona Inglês no Colégio Estadual Getúlio Vargas, em Mata de São João, já está na expectava para a viagem. “Estou muito feliz com esta grande oportunidade porque nós vamos vivenciar o que falamos no dia a dia para os nossos alunos. Vamos levar um pouco de nossa cultura e aprender um pouco da cultura deles para depois levar essa experiência para dentro da sala de aula”, destaca educadora, que estudará na University of Kansas.

Igualmente ansiosa para as aulas está a professora Tatiana da Silveira, que ensina Inglês na Escola Estadual Professora Armandina Marques, em Salvador, que também estudará no Kansas. “Esta é uma experiência única e enriquecedora e que serve de estímulo para nós professores, pois iremos nos atualizar e levar novas práticas para serem aplicadas posteriormente com os estudantes”, destaca.

Por – ASCOM Sec.Educaçãodoestado

Brasil pode fazer parte do ‘pool’ de sedes para a Copa do Mundo de 2030

Brasil pode fazer parte do ‘pool’ de sedes para a Copa do Mundo de 2030

O Sul do Brasil pode voltar a fazer parte de uma Copa do Mundo. Organizadores da campanha para sediar a competição em 2030 admitiram ao Estado que estudam envolver a região Sul do País no projeto. O obstáculo, por enquanto, é político, com presidentes da região resistindo à ideia de usar o território brasileiro no torneio.

A campanha para 2030 começou com Uruguai e Argentina, como forma de celebrar os 100 anos dos Mundiais da Fifa – o primeiro foi realizado em 1930 em território uruguaio. Mas diante da constatação de que faltariam estádios e o custo para promover o torneio poderia ser pesado, foi fechado um entendimento para que o Paraguai também faça parte da candidatura. O acordo foi estabelecido entre os governos dos três países.

Ainda assim, existem dúvidas sobre a capacidade dos três países do Cone Sul em receber o novo modelo de Copa do Mundo. A partir de 2026, serão 48 seleções, em um evento que ganha uma nova dimensão e vai exigir dezenas de campos de treinamentos, hotéis e, claro, um número maior de estádios. A reportagem apurou que entre integrantes da cúpula da Conmebol existe a ideia de que o Sul do Brasil poderia ser envolvido no projeto. Entre os cenários sob debate de alguns dirigentes estão o uso de campos de treinamento e bases para seleções ou até mesmo estádio para algumas partidas da primeira fase, ajudando a reduzir a pressão sobre o número limitado de arena nos três países.

Somente em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul, há duas arenas modernas em condições de receber uma Copa do Mundo. O estádio Beira-Rio, do Internacional, que aliás foi palco de partidas no Mundial de 2014, além da Arena Grêmio. Em Curitiba, no Paraná, a Arena da Baixada, do Atlético Paranaense, também se enquadra nos critérios da Fifa. O que parte dos dirigentes defendem, porém, não é alvo de consenso político. No governo do Uruguai, a presidência é contrária à inclusão dos brasileiros na “festa”.

Na CBF, um envolvimento é ainda considerado como prematuro. Além disso, colocar o Brasil em uma candidatura oficial poderia ser um obstáculo, já que se criaria questionamentos depois de pouco tempo de um Mundial no País. O que a CBF espera é que seleções estrangeiras escolham o Sul do Brasil como eventuais sedes e que a região seja base para parte da organização. O temor dos sul-americanos é de que, com uma candidatura frágil, poderão perder a ocasião, principalmente se tiverem de concorrer contra a China. Pequim já indicou que quer a Copa do Mundo e, desde já, começa a participar da Fifa como patrocinadora. O que os sul-americanos também reconhecem é que a nova dimensão da Copa com 48 seleções tem criado um desafio até mesmo para México, Canadá e Estados Unidos, que querem o evento em 2026. Pelo novo plano da Fifa, as 48 seleções serão repartidas em 16 grupos de três seleções cada.

Se a entidade admite que o Mundial expandido vai garantir um aumento de renda de US$ 1 bilhão, ela também vai exigir uma nova estrutura para receber um número recorde de atletas e de torcedores. Entre os três países candidatos para 2026, os dirigentes consideram que contam com 40 ou 50 estádios que poderiam sediar os jogos, a grande maioria deles nos Estados Unidos. De acordo com a Fifa, pelo menos 12 sedes serão necessárias. A proposta de proliferar sedes, porém, vai contra a ideia de entidades do esporte que, diante de críticas, vêm tentando minimizar o impacto desses megaprojetos. Uma decisão sobre a sede de 2026 será tomada em maio de 2020, ainda que os norte-americanos queiram antecipar uma votação. Para 2030, a decisão poderia ser tomada em quatro anos, ou seja, um ano antes da realização da Copa do Mundo do Catar.

Fonte | Bahianoticias

Centro de Excelência em Fruticultura do Sistema CNA/SENAR é inaugurado na Bahia

Centro de Excelência em Fruticultura do Sistema CNA/SENAR é inaugurado na Bahia

“O grande alicerce da fruticultura é a constante busca por novos conhecimentos”. Assim, o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Sistema FAEB, João Martins da Silva Junior, definiu a importância do Centro de Excelência em Fruticultura, inaugurado hoje, 23, em Juazeiro, na região do Vale do São Francisco, para a fruticultura do Brasil, que vai capacitar milhares de pessoas de todo o país, oferecendo formação profissional gratuita para impulsionar a fruticultura nacional.

João Martins acrescentou ainda que a agricultura no Brasil, além de sustentável, é extremamente competitiva e os profissionais precisam estar sempre atualizados. “Esse centro vai ajudar, justamente, a buscar essa eficiência para a fruticultura de todo o Brasil – do Rio Grande do Sul até Roraima. Aqui, formaremos mão de obra qualificada, atualizada e pronta para atuar em qualquer região Brasil”, declarou Martins.

O diretor geral do SENAR BRASIL, Daniel Carrara, destacou que a formação de novos técnicos de campo vai garantir suporte de qualidade para auxiliar os produtores rurais em suas propriedades. “Assistência Técnica é uma página muito importante do SENAR, por isso mais do que você formar gente, é preciso ir para dentro da propriedade rural e ensinar ao produtor rural o que existe de melhor em tecnologia, mas que esteja de acordo com a realidade do seu negócio, gerando renda e bons resultados financeiros. Porém, o maior problema da Assistência Técnica no Brasil é a falta de mão de obra técnica para ensinar a esses produtores. Isso já começou a mudar. E, certamente, daqui de dentro vão sair muitos jovens que vão ajudar o SENAR a continuar fazendo isso”.

O Centro está localizado em Juazeiro, na Bahia, divisa com Petrolina, Pernambuco, região do Vale do São Francisco. O presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Pernambuco, Pio Guerra Junior, pontuou o potencial do Vale. “Os pernambucanos e os baianos têm muito orgulho da fruticultura irrigada que se pratica nessa região. É um cultivo moderno, atual e competitivo, e para continuar sendo assim, é preciso ter cada vez mais tecnologia. Essa tecnologia só pode ser ampliada, diversificada e especializada se tiver gente competente para operar essas novas formas de trabalho. E esse centro se propõe a fazer justamente isso, oferecer cada vez mais conhecimento aos trabalhadores e produtores da fruticultura brasileira”.

Homenagem

Durante a inauguração do Centro de Excelência, João Martins da Silva Junior, foi surpreendido com uma grande homenagem da Câmara de Vereadores de Juazeiro. Ele recebeu o título de cidadão da cidade. Foi a forma que os vereadores do município encontraram para agradecer ao presidente da CNA pela implantação do novo equipamento, que vai mudar a realidade da região e de todo o país. “É um sonho de todos nós juazeirenses e petrolinenses. A Câmara de Vereadores de Juazeiro, por reconhecimento resolveu oferecer o título de cidadão juazeirense a João Martins por reconhecer que a nossa querida Juazeiro agora, mais do que nunca, está cravada como a cidade da fruticultura e do agronegócio”, declarou o presidente da Câmara da Cidade, Alex Tanuri.

O vice-governador da Bahia, João Leão, presente na inauguração, também fez uma homenagem ao presidente da CNA e do Sistema FAEB. “Joao Martins é um ícone da Bahia. É um realizador! Um conquistador! E nós, baianos, nos orgulhamos de ter à frente da CNA uma pessoa do seu quilate. Ficamos muito felizes em saber que a Bahia tem o seu espaço, graças a uma figura maravilhosa como o senhor. Parabéns a CNA e a todos os presidentes que aqui estão. Vocês acertaram em cheio, em por unanimidade escolher João Martins para um novo mandato”, disse, referindo-se à eleição de João Martins na CNA, escolhido por unanimidade para assumir a presidência da Confederação por quatro anos.

Também participaram da inauguração os presidentes do Sindicatos dos Produtores Rurais de Pernambuco e Bahia; o secretário da Agência de Desenvolvimento Econômico, Agricultura e Pecuária de Juazeiro, Tiano Félix; o deputado estadual por Pernambuco, Odacy Amorim; o deputado federal Guilherme Coelho; o secretário estadual de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues; o presidente da Abrafrutas, Luiz Roberto Barcelos; os deputados estaduais pela Bahia Roberto Carlos e Eduardo Salles; os presidentes das Federações da Agricultura da Paraíba, Mário Borba; do Ceará, Flávio Saboya; de Sergipe, Ivan Sobral; do Espírito Santo, Júlio Rocha.

Também estiveram presentes os superintendentes do Senar Sergipe, Distrito Federal, Amazonas, Paraíba e Pará; representantes do Senar Mato Grosso e Rio Grande do Sul; o diretor superintendente do SEBRAE BAHIA, Jorge Koury; o presidente da Câmara de Vereadores de Juazeiro, Alex Tanuri; a vice-prefeita de Juazeiro Dulce Ribeiro; o vice-presidente da FAEB, Humberto Miranda; o vice-presidente de Desenvolvimento Agropecuário da FAEB, Guilherme Moura; o vice-presidente administrativo da FAEB, Edson Diogo Moniz; o assessor jurídico da FAEB, Carlos Bahia; a superintendente do SENAR BAHIA, Carine Magalhães.

O Centro

O Centro conta com mais de 2.500 m² distribuídos em oito pavilhões, divididos em salas de aula, laboratórios práticos, salas de informática, auditórios, pavilhão multiuso e outros espaços. Todos modernos e climatizados. As salas são modulares e flexíveis. A responsabilidade social também foi pensada para todo o projeto, com acessibilidade garantida: piso tátil e banheiros adaptados em todo o Centro. Agora, chegou o momento de inaugurar a obra que vai capacitar milhares de pessoas de todo o país, oferecendo formação profissional gratuita para impulsionar a fruticultura nacional.

O Centro de Excelência em Fruticultura é o primeiro de uma rede integrada de ensino, que vai disseminar conhecimento, inovação, e incentivar a pesquisa e o empreendedorismo. Outros Centros serão construídos em diferentes regiões do país, vocacionadas para as diversas cadeias produtivas da agropecuária e para a gestão e empreendedorismo.

Na Bahia, o Centro vai operar em até três turnos oferecendo cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC), Técnico de nível médio e Superior de Tecnologia, presenciais e a distância. Os alunos vão poder contar com instalações modernas, com mais de 20 espaços, compostas por salas de aula modulares e flexíveis, dotadas de central multimídia e recursos tecnológicos; área de convivência e alimentação; laboratórios didáticos de pesquisas e de informática; biblioteca; pavilhão de aula práticas; estacionamento; entre outros espaços.

Formação Técnica em Fruticultura

Jovens e adultos do campo, de todos os estados, que queiram investir numa carreira no setor Agro, vão poder estudar, de forma completamente gratuita, em Juazeiro. Um dos cursos oferecidos será o Técnico em Fruticultura, que irá formar profissionais para planejar, executar e controlar os processos deste segmento, de acordo com as boas práticas agrícolas, normas técnicas, legislações e necessidades do mercado.
O Curso Técnico em Fruticultura, com 1.350 horas, é presencial e gratuito. O currículo modular permite que o estudante identifique sua trajetória formativa.

Jovens e adultos podem optar pela realização do curso completo, e obter ao final a habilitação técnica, ou participar das qualificações que permitem as saídas intermediárias, com possibilidade de retorno imediato ao mercado de trabalho.
O mercado de trabalho do Técnico em Fruticultura é amplo. Ele poderá atuar em propriedades rurais, empresas de consultoria na produção de frutas, agroindústrias, instituições de assistência técnica, extensão rural e pesquisa, comércio de equipamentos e produtos agrícolas, cooperativas, associações rurais, entre outros.

Outras ofertas

O Centro também vai oferecer em torno de 40 cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) para qualificar jovens e adultos para atuarem no setor produtivo. E ainda cursos de Aprendizagem, que serão desenvolvidos pelo SENAR em parceria com empresas ligadas ao setor de fruticultura, para atender diretamente a necessidade de mão de obra qualificada.

Vale do São Francisco

O Vale do São Francisco foi escolhido para abrigar o Centro de Educação Profissional e Tecnológica do SENAR vocacionado para Fruticultura, o primeiro implementado pelo Sistema CNA/SENAR no Brasil, por ser o maior polo de fruticultura nacional, responsável por gerar 240 mil empregos diretos no campo, e por produzir 98% da uva e 90% da manga exportada pelo país. O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas, atrás apenas da Índia e da China. Apenas em 2016, a produção nacional foi de 43 milhões de toneladas. O setor emprega 16% da mão de obra do agronegócio brasileiro. O objetivo do Centro é produzir conhecimento para potencializar ainda mais a produção brasileira de frutas, que já é referência no mercado internacional.

Fonte: Ascom Sistema FAEB

Estudantes da rede estadual participam da Prova Brasil

Estudantes da rede estadual participam da Prova Brasil

As provas nacionais de Língua Portuguesa e Matemática do Sistema de Avaliação da Educação Básica (SAEB)/ Prova Brasil 2017 começaram a ser aplicadas, nesta segunda-feira (23), em todo o país nas escolas públicas e particulares.

Na rede estadual de ensino, a Prova Brasil inclui estudantes do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental, da 3ª  série do Ensino Médio e da 4ª série da Educação Profissional, contemplando as escolas públicas das zonas urbanas e rurais.

Cada escola tem uma data específica de aplicação, até o dia 3 de novembro, que foi agendada diretamente pela empresa responsável pela aplicação com os gestores escolares. Todos os estudantes matriculados nas séries correspondentes devem fazer a prova, cujos resultados servirão de base para o replanejamento de ações pedagógicas, visando a melhoria dos processos de ensino e de aprendizagens.

Para a aplicação das provas, as escolas estão seguindo orientações encaminhadas pelo INEP/MEC. Uma destas orientações diz respeito ao acesso às dependências das unidades escolares, que fica restrito aos estudantes, professores, gestores, funcionários e à equipe responsável pela aplicação.

“O INEP nos informou que esta é uma medida de segurança para garantir o sigilo das provas e o não vazamento de informações, tendo em vista que o período de aplicação chega a nove dias úteis”, informou a superintendente de Gestão da Informação da Secretaria da Educação do Estado da Bahia, Cristiane Ferreira.

Cristiane acrescenta que as orientações definem até como deve ser a permanência do professor em sala de aula. “Se o professor quiser acompanhar a aplicação, ele deve assinar um termo de sigilo, compromisso e confidencialidade, além de ser proibido o uso de objetos eletrônicos”, ressaltou.

Apesar deste rigor na aplicação, a superintendente chama a atenção para a importância da realização da prova. “Este é um diagnóstico importante para a rede, mas não vai aprovar ou reprovar nenhum estudante. Por isto, é fundamental que o estudante participe e que a escola mantenha um clima de engajamento para refletir a sua realidade”.

Sobre as avaliações – As avaliações irão testar conteúdos ligados à leitura e interpretação de textos diversos, no caso de Língua Portuguesa, e questões voltadas à resolução de problemas, no caso da Matemática. As provas serão devolvidas para as empresas responsáveis pela aplicação e análise dos resultados. Os dados serão encaminhados para o INEP/MEC e disponibilizados em 2018. 

Imagens de Ilustração | Claudionor Junior

Página 10 de 169« Primeira...89101112...203040...Última »
FECHAR