Preço da gasolina apresenta primeira redução em 2018

Preço da gasolina apresenta primeira redução em 2018

O preço do diesel comercializado nas refinarias terá o primeiro aumento do ano: 0,6%. Já a gasolina, apresenta redução de 0,1%. Os valores devem começar a valer a partir desta quarta-feira, 3 de janeiro.

A última alteração aconteceu no fim do ano, quando a gasolina apresentou aumento de 1,9% e o diesel de 0,4%. Essas variações fazem parte da nova política da Petrobras. Segundo a estatal, os reajustes frequentes têm como objetivo igualar os preços aos praticados no mercado internacional. A empresa lembra ainda que a atualização dos preços pode acontecer a qualquer momento.

Mas, o preço final, aquele que o consumidor paga para abastecer, depende de cada revendedora e dos postos de combustíveis. A Petrobras disponibiliza, ainda, um histórico das últimas variações praticadas pela estatal. Para acompanhar, basta acessar aqui.

Com informações da Agência Brasil

O jornalista não é seu inimigo

O jornalista não é seu inimigo

Dois mil e dezessete foi um ano extremamente difícil para ser jornalista no Brasil. Em alguns aspectos, o ano eleitoral de 2018 promete ser ainda mais difícil. É curioso, mas ser jornalista talvez nunca tenha sido tão bom e instigante e, ao mesmo tempo, tão duro e desafiador.

Paraísos e infernos foram descortinados em simultâneo para o jornalismo profissional a partir do advento das redes sociais e das novas plataformas de comunicação online pelas quais a troca de informações interpessoais e a disseminação de conteúdos se dão em tempo real.

Nunca antes as possibilidades de criar, ousar e inovar na produção e difusão de conteúdo jornalístico foram tão amplas. Ao mesmo tempo, essa nova estrada em rede com infinitas ramificações se apresenta como um campo minado e cheio de armadilhas, impondo aos veículos de imprensa o desafio de tornarem o seu conteúdo cada vez mais relevante, atraente e confiável, a fim de seguirem se destacando em meio ao mar de desinformação que circula a todo instante na palma da mão das pessoas.

Mais do que nunca, o jornalismo com J precisa fazer valer e ampliar a sua credibilidade como diferencial. Além do imperativo de sempre, o compromisso categórico com a verdade, emerge uma nova responsabilidade: a de investigar e expor o teor inverídico de notícias falsas espalhadas pelas redes, compartilhadas distraidamente por cidadãos incautos ou crédulos demais, ou deliberadamente por gente movida por interesses pessoais estranhos ao interesse público.

O desafio multiplica-se nestes tempos de polarização político-ideológica, em que grupos de cidadãos, impulsionados por paixões políticas, só querem ler, consumir e compartilhar aquilo que confirma suas crenças e posições pessoais, ao passo que repudiam e desmerecem tudo aquilo que coloca tais convicções em debate. Se a notícia vai ao encontro da visão do indivíduo, o conteúdo é prontamente aceito, referendado, aplaudido. Mas, se contém alguma crítica ou informação negativa ao personagem ou partido político apoiado por tal indivíduo, aí a notícia é automaticamente desqualificada e tachada como “fake news”. Não importa se o conteúdo é verídico, fiel aos fatos, publicado após um trabalho correto de apuração, checagem e rechecagem, com dados consistentes e fontes confiáveis – aliás, como deve ser.

Na arena virtual, o que se tem percebido é que parte significativa do público não compreende o papel e o trabalho do jornalista e não está acostumada a consumir informação de caráter jornalístico (em outras palavras, nunca cultivou nem desenvolveu o hábito de ler jornal). É uma lacuna na nossa formação. Dessa ausência de “educação para o consumo de notícias” resulta notável dificuldade em separar o joio do trigo, discernir o que é informação séria e confiável do que é simplesmente invenção, não raro produzida e espalhada por má-fé, para ludibriar o público.

O jornalista de verdade não trabalha para ludibriar nem confundir ninguém, mas para esclarecer os fatos, com informações objetivas, nas matérias e reportagens aprofundadas. E, nos espaços destinados a isto (colunas, artigos e editoriais), tem o dever de ir além dos fatos, oferecendo ao público análise e opinião embasadas – mesmo que estas, eventualmente, contrariem aquelas do leitor.

O que fazer diante deste quadro, em que o jornalista, no estrito cumprimento do seu dever, virou alvo preferencial e se encontra sob intenso ataque de todos os grupos e lados? Esmorecer? Jamais. A resposta é perseverar. Repita-se: nunca antes o trabalho do jornalista foi tão importante como o será em 2018. O jornalista não é inimigo do povo. É, antes, seu aliado. Seu lado é o do cidadão e o do interesse público. Mesmo que parte do público prefira condenar o seu trabalho.

Bode expiatório

Na polarização que tomou conta do país, grupos politicamente antagônicos se digladiam nas redes e, aparentemente, só conseguem concordar em um ponto: a culpa é da “mídia”. Em consequência, o trabalho da imprensa profissional é posto em xeque a toda hora por todos os lados e fica no meio do fogo cruzado entre eles.

O avesso do avesso

Muitas pessoas têm tomado “notícias” escandalosamente falsas como verossímeis, enquanto tratam notícias absolutamente verídicas como “fake news”. Numa inversão de critérios, parte do público vê completos absurdos naquilo que é perfeitamente normal e correto, enquanto acha completamente normal e correto aquilo que é um perfeito absurdo.

Predisposição

Alguns se mostram dispostos a engolir qualquer “notícia” falsa desde que ela sirva a sua causa – “notícias” que quaisquer olhos minimamente treinados percebem na hora como invenção bizarra, apócrifas, sem citação de fontes, sem nenhuma marca ou assinatura que lhe empreste credibilidade.

Compromisso

O que deve fazer um jornalista político no estrito cumprimento do dever? Manter o senso crítico aguçado com relação a tudo e a todos; desconfiar sempre e identificar as falhas, incoerências e inconsistências nos discursos e nas ações de todas as autoridades; não fazer concessões a ninguém, nem abrir mão da independência em nome de nada; jamais colocar a consciência à venda nem a serviço de ninguém nem de causa alguma; não perder jamais de vista o compromisso maior com o leitor e com o interesse público.

Maus profissionais

Óbvio que há jornalistas que usam mal e de maneira irresponsável o seu “poder”, desrespeitando a confiança que o público deposita neles e violando o compromisso com a busca da verdade – por exemplo, distorcendo informações por má-fé. Esses são os profissionais ruins e antiéticos, como existem em qualquer categoria.

Por | Vitor Vogas

Fixado em R$ 954, novo salário mínimo de 2018

Fixado em R$ 954, novo salário mínimo de 2018

Fixado pelo presidente Michel Temer no valor de R$ 954, o novo salário mínimo entrou em vigor nesta segunda-feira (1º). Com o aumento de R$ 17, o reajuste é o menor em 24 anos. O valor é inferior ainda ao estimado anteriormente pelo governo, que era de R$ 965.

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, alega que o novo mínimo foi determinado através da aplicação da lei, e não por questões políticas. “A questão é apenas como calcular exatamente a aplicação dos índices de inflação. Porque o salário mínimo é definido por crescimento do PIB e inflação.

Então é meramente uma questão de definir esses itens”, afirmou ele, em outubro, explicando que o reajuste mais baixo se deu porque o resultado do PIB de 2016 foi negativo.

Fonte | Bahianoticias

Vote SIM para impostos mais justos sobre jogos no Brasil

Vote SIM para impostos mais justos sobre jogos no Brasil

Nós estamos acompanhando desde o começo a petição pública que surgiu para buscar impostos mais justos para o comércio de jogos no Brasil. A ideia original era a redução dos impostos sobre games dos atuais 72% para 9% que divulgamos aqui, e teve tanto sucesso que recebeu apoio de mais de 74.000 pessoas (dos 20.000 necessários). E depois de tanta visibilidade acabou virando Consulta Pública.

Na época, mais precisamente em junho desse ano, o Senador Telmário Mota havia dito que a proposta seria analisada pelo Congresso, e em alguns dias atrás ele nos atualizou novamente dizendo que ela foi aprovada na Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH), o que nos deixava bem mais perto da efetiva redução dos impostos sobre os jogos eletrônicos.

Finalmente, a proposta avançou rapidamente dessa vez, e foi aberta uma nova consulta pública acerca da Proposta de Emenda à Constitução nº 51 de 2017 (PEC 51/2017). Ela acrescenta a alínea f ao inciso VI do art. 150 da Constituição Federal, instituindo imunidade tributária sobre os consoles e jogos para videogames produzidos no Brasil. Essa mudança é algo que não irá apenas beneficiar os jogadores com preços mais acessíveis, como também irá fomentar o mercado de jogos e consoles no país trazendo mais investidores.

Não deixe de votar e mostrar a força da comunidade gamer no Brasil. Lutamos tanto por melhorias sobre essa questão e chegou a hora de dar força para a proposta.

VOTE SIM AQUI.

Anvisa aprova aplicação de vacinas em farmácias e drogarias

Anvisa aprova aplicação de vacinas em farmácias e drogarias

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou nesta terça-feira (12) uma resolução que permite que qualquer estabelecimento de saúde realize vacinação, incluindo farmácias e drogarias. De acordo com nota publicada pela Anvisa, “a norma dá ao setor regulado mais clareza e segurança jurídica”.

A fiscalização será de responsabilidade das vigilâncias sanitárias das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde. A agência pontuou que os usuários poderão identificar, de maneira clara, quais estabelecimentos oferecem o serviço de vacinação de acordo com os requisitos de qualidade e segurança exigidos.

Alguns dos requisitos mínimos para o serviço são: licenciamento e inscrição, responsável técnico, profissional legalmente habilitado para realizar a vacinação, capacitação permanente dos profissionais e instalações físicas adequadas. O regulamento deverá ser publicado no Diário Oficial da União nos próximos dias.

Fonte | Bahianoticias

Polícias deflagram segunda fase de operação contra facção do tráfico de drogas na Bahia

Polícias deflagram segunda fase de operação contra facção do tráfico de drogas na Bahia

As polícias Federal, Civil e Militar deflagraram, na manhã desta terça-feira (12), a segunda fase da Operação Última Estação, que combate os crimes do tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e outros decorrentes da ação de integrantes de uma facção criminosa baiana.

São cumpridos 11 mandados de prisão preventiva, seis de condução coercitiva e 19 de busca e apreensão nas cidades de Salvador, Porto Seguro, Alagoinhas, Dias D’Ávila, Camaçari e Serrinha, na Bahia; além de Aracaju, em Sergipe; Maceió, em Alagoas; e Goiânia, em Goiás. Também são cumpridas 22 medidas de bloqueio de contas bancárias usadas pelos investigados.

A PF divulgou que foi apreendido cerca de R$ 22 mil durante a operação, mas não foi detalhado em qual local a quantia foi encontrada. Mais informações serão divulgadas em coletiva de imprensa às 11h (horário local), na sede da Polícia Federal em Salvador.

Cerca de 150 agentes das Polícias Federal, Civil e Militar participam da operação

Na primeira fase da operação, em setembro deste ano, foram cumpridas buscas, apreendidos bens e bloqueados mais de R$ 40 mil ganhados ilicitamente pelo traficante Marcelo Batista dos Santos, o “Marreno”, morto pouco mais de um mês antes, em Salvador, em confronto com policiais militares.

Com a continuidade das investigações, foi identificado que outros integrantes da organização criminosa agiam da mesma forma, ou seja, lavavam o dinheiro do tráfico de drogas e faziam os valores circularem em contas bancárias de terceiros ou abertas com identidades falsas e adquiriam imóveis e outros bens.

No decorrer das investigações, já foram presos seis integrantes da quadrilha, apreendidos cerca de 40 kg de maconha, cinco fuzis, uma pistola de calibre restrito, recuperados três veículos roubados e apreendidos outros três veículos dos criminosos.

Por | G1BA

Mega-Sena não teve vencedores e acumula em R$ 33 milhões

Mega-Sena não teve vencedores e acumula em R$ 33 milhões

A Mega-Sena não teve vencedores em seu prêmio máximo no sorteio 1995, realizado neste sábado (09) em Teixeira de Freitas, no extremo sul da Bahia, e acumulou novamente, estando em R$ 33 milhões. Foram sorteadas as dezenas 14-26-29-35-37-39.

A quina teve ganhadores: 66 pessoas acertaram cinco dezenas, recebendo cada um R$ 38.617,02. O prêmio destinado aos que acertaram quatro dezenas entre as sorteadas será pago a 4840 apostadores, que receberão cada um R$ 752,27. O próximo sorteio (1996) ocorrerá na próxima quarta-feira (13).

Fonte | Bahianoticias

Vagas exclusivas para Teixeira de Freitas (11.12)

AUXILIAR DE RECEBIMENTO DE MERCADORIAS
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
02 VAGAS
 
ESTOQUISTA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatória experiência com inventário de estoque em empresas.
02 VAGAS
 
AUXILIAR DE MANUTENÇÃO PREDIAL
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira 
Obrigatório possuir curso de NR10 atualizado e noções de elétrica, eletrônica de voltagem e amperagem
01 VAGA
 
AUXILIAR DE ALMOXARIFADO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
TÉCNICO DE MANUTENÇÃO PREDIAL
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir curso de NR10 e Técnico em Eletricidade ou Mecânica
01 VAGA
 
CARTAZISTA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatória experiência na realização de cartazes para empresas
01 VAGA
 
NUTRICIONISTA
Ensino Superior completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
SUPERVISOR DE VENDAS DE CARTÃO
Ensino Superior completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
ASSISTENTE DE INFORMÁTICA
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
AUXILIAR DE INFORMÁTICA
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
 
ASSISTENTE ADMINISTRATIVO
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
AUXILIAR ADMINISTRATIVO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
ASSISTENTE DE INFORMÁTICA
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA

Veracel Celulose divulga edital para contratação de estagiário de nível superior

Veracel Celulose divulga edital para contratação de estagiário de nível superior

Para se candidatar, é necessário estar cursando do 2º ao 4º período dos cursos de Ciências Contábeis ou Administração.
 
Sobre o estágio:
·         Quantidade de vagas: 1 (uma)
·         Duração do Estágio: 12 meses
·         Horário de estágio: 6 horas diárias (os candidatos deverão ter disponibilidade para estagiar no período diurno, a partir das 8h)
·         É oferecido bolsa-auxílio, transporte e alimentação (almoço)
 
Os interessados devem cadastrar currículo até o dia 18/12/2017, acessando o site www.veracel.com.br. Localize a opção Trabalhe Conosco –> Clique em Conheça as nossas vagas – Clique no título da vaga para ter acesso às informações detalhadas e como candidatar-se – Depois, clique em Candidatura. A candidatura à vaga só é possível após o cadastro das informações no site.
Lembramos que a Veracel é uma empresa que se preocupa com a inclusão. Todas as vagas também são destinadas a candidatos com deficiências.

Por | Ascom

SINE-Bahia – Vagas exclusivas para Teixeira de Freitas

EMPACOTADOR (PCD)
Exclusiva para Pessoa com Deficiência
Ensino Fundamental incompleto
Não exige experiência
01 VAGA
 
ENCARREGADO DE FRIOS/HORTFRUTI
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
07 VAGAS
 
FISCAL DE PREVENÇÃO DE PERDAS
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
02 VAGAS
 
ENCARREGADO DE CANTINA
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
FISCAL DE CAIXA
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na função
02 VAGAS
 
ENCARREGADO DE ALMOXARIFADO
Ensino Superior incompleto
Experiência mínima de 06 meses na carteira
01 VAGA
 
VENDEDOR INTERNO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir CNH ‘A/B’
01 VAGA
 
VENDEDOR EXTERNO
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir CNH ‘A/B’
04 VAGAS
 
VIGILANTE
Ensino Médio completo
Experiência mínima de 06 meses na carteira
Obrigatório possuir CNH ‘A/D`e curso de Transporte de Valores
01 VAGA
 
SUPERVISOR DE VENDAS
Ensino Fundamental completo
Experiência mínima de 06 meses na função
Obrigatório possuir CNH ‘A/B’
03 VAGAS

Página 2 de 7712345...102030...Última »
FECHAR