Chega ao terceiro dia a ocupação do MST na Prefeitura do Prado

[singlepic id=1 w=320 h=240 mode=web20 float=]Chega ao terceiro dia a ocupação dos trabalhadores rurais do Movimento do Sem-Terra, que continuam na Prefeitura do Prado. No início da manhã da última terça-feira (10), centenas de famílias desembarcaram na sede administrativa do executivo pradense reivindicando diversas providências, sobretudo, na área de saúde e educação.

Esta foi a segunda vez, na gestão do Prefeito João Alberto Viana Amaral – o ‘Jonga’ (PCdoB), que o MST utiliza o recurso de ocupação para pressionar a administração municipal. Há exato um ano atrás, em 10 de janeiro de 2011, o movimento promoveu a ocupação da Prefeitura do Prado. Na época, os trabalhadores permaneceram por dois dias.

Nesta quinta-feira (12) o movimento está organizando uma passeata pelas ruas da cidade, com o objetivo de explicar à população os motivos que os mantém na ocupação. A previsão é que permaneçam até a próxima semana.

Em entrevista, o prefeito do município afirmou que viajaria, na quarta-feira (11), para Brasília, retornando apenas nesta sexta-feira (13).

Os trabalhadores aguardam um posicionamento do prefeito, no sentido de ouvir e atender suas reivindicações. Enquanto isto, estão acampados na unidade administrativa que está sem oferecer serviços à população do município. Nesta quarta-feira (11), a liderança do movimento coordenou uma assembléia, onde trataram dos próximos passos da continuidade da ocupação da Prefeitura do Prado e agradeceram o apoio do Prefeito Jonga, na providência de banheiros químicos, serviços de saúde e outros de infra-estrutura.

Deixe seu comentário