Dirigente do MST na Bahia é assassinado com 15 tiros

O mês de abril, tradicionalmente é marcado por ações e mobilizações do Movimento dos Sem-Terra (MST). Em 2013, começou de forma trágica. Na manhã desta terça, dia 02, Fábio dos Santos Silva, dirigente do MST na Bahia, foi brutalmente executado por pistoleiros. Ele foi alvejado com 15 tiros, na frente de sua mulher e de uma criança. O dirigente já vinha sendo ameaçado de morte na região de Iguaí, por causa de conflitos de terras, que se arrasta desde 2010.
stories.2013.04.abril.02.externas.dirigente_mst_morto_bahiansp_561 dirigente_mst_morto_bahia
Dirigente do MST, morto durante o início deste mês de abril
Depois de saber da notícia do crime, no plenário da Câmara Federal, em Brasília, o deputado Valmir Assunção (PT/BA), um dos fundadores do movimenot na Bahia, disse que o crime não pode ficar impune e cobrou ação enérgica da polícia, no sentido de elucidar o caso. “Pergunto-me, quantas vezes os nossos camponeses e trabalhadores serão assassinados? É esse tipo de ação, com o uso da pistolagem, covarde e cruel, que estamos convivendo no campo. Esse assassinato, com claros sinais de execução, não pode ficar impune.”, cobrou.
Segundo relato da própria companheira da vítima, uma moto interceptou o carro em que estavam e executou o dirigente do MST. Fábio já vinha sendo ameaçado de morte na região de Iguaí, desde 2010, por conta dos conflitos de terras na região. Foi também candidato a vereador pelo Partido dos Trabalhadores nas últimas eleições.
Por – Primeiro Jornal

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!