Moto Facil

Em ensaio sensual, Miesha Tate revela lado mulherão

Ser uma das principais rivais de Ronda Rousey no octógono não explica quem é Miesha Tate. Uma das maiores lutadoras de MMA da atualidade, a americana é muito mais que uma adversária que odeia a campeã dos pesos-galos do UFC e espera pela terceira revanche. Com lindos olhos verdes e um sorriso encantador, a bela que é uma fera, de 28 anos, curte o posto de musa, mas luta para ser reconhecida como atleta.

 2015-800606151-2015031980596.jpg_20150319[1]
— Acho que incrível ser vista assim, mas esse nunca foi meu foco principal. Em primeiro lugar, as pessoas precisam me ver como atleta. Pensam que sou atraente, mas luto para provar que sou maior do que isso — afirmou.
A sensualidade da americana é vista em vários ensaios. Miesha adora e trabalha como se fosse modelo profissional. As caras e bocas e as poses a cada clique saem de forma natural.
— Apesar de eu ser forte, de lutar e ter poder como de homens, eu continuo sendo feminina e mantenho isso. Lutar é apenas o meu trabalho, meu prazer. Quando dá tempo eu cuido da beleza, gosto de maquiagem, sei fazer algumas coisas — disse.

Apesar de vaidosa, no dia a dia Miesha diz não gostar de ir a manicure e nem faz tratamentos faciais. Mas cuida dos pés, gosta de mudar o cabelo e não descarta uma cirurgia plástica.

2015-800610343-2015031980662.jpg_20150319[1]
— Vou a uma pedicure me livrar dos calos e também tenho um hairstylist (cabeleireiro) que muda as cores do meu cabelo, faz as luzes que gosto para destacar. Mas apenas isso. Sei fazer o básico de maquiagem, que fui aprendendo, e gosto de ficar bonita em fotos. Sobre cirurgia? Já pensei. Depois que parar pode ser que faça alguma. O trabalho é duro.
Os fãs babam pelas curvas distribuídas em 1,69m de altura. Para a revista “ESPN body issue”, Miesha “Cupcake” Tate tirou a roupa em ensaio sensual. Mas ela descarta fotos íntimas para uma revista masculina.
— Hoje, eu não posaria nua. Provavelmente não faria isso, mas não posso dizer que nunca. Só não acho necessário mostrar partes íntimas do meu corpo. Posso ser sexy sem ter que ficar nua na Playboy — garantiu a atleta, que ficou tensa para fazer apenas uma foto para a ESPN. — Estava cansada, tinha mais de dez pessoas me olhando, segurando as coisas para mim. Foi tenso, estranho. No fim deu certo.

Entre a beleza e o cuidado com os pés, o maior calo é Ronda Rousey. Miesha sonha encarar de novo a rival pelo UFC. Para isso, precisa vencer Jessica Eye, provavelmente em junho. Com três vitórias seguidas, ela sabe que Ronda pediu para revê-la no octógono após encarar Bethe Corrêa pelo UFC 190.
— Todos sabem que ela é a minha maior rival. Se eu vencer minha luta, vou me tornar a candidata número um pelo cinturão. Sei que perdi duas vezes e tenho que trabalhar um pouco mais, mas vocês sabem que vou chegar lá (vencê-la). Quem sabe a gente não se enfrente no início do próximo ano. Assim acabo com ela — afirmou Miesha, encantada pelo Rio de Janeiro. — Seria ótimo lutar aqui. Amo o Brasil. É lindo com pessoas bonitas e agradáveis. A cultura é ótima e tem belas praias, não há como não gostar. É um dos melhores lugares do mundo.

Por | Extra

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *