Em jogo de erros e intervenção do VAR, Flu é derrotado pelo Bahia

O Bahia fez valer o fator casa, neste domingo, na Fonte Nova. O Tricolor baiano derrotou o Fluminense por 3 a 2, pela sexta rodada do Brasileirão. Artur abriu o placar para os donos da casa e Pedro empatou, de pênalti, para os cariocas, no primeiro tempo. Na segunda etapa, Gilberto marcou duas vezes e João Pedro descontou.

Com o resultado, o Flu caiu para a 15ª colocação na tabela, com seis pontos. O Tricolor baiano subiu para a oitava colocação, com dez. O time de Fernando Diniz volta a campo, no domingo, quando visita o Athletico-PR.

Pressão baiana

O Bahia começou a partida em ritmo intenso, embalado pela torcida que compareceu em bom número. O time de Roger Machado pressionava saída de bola de bola do Flu em busca de um erro. Mas foi em um contra-ataque bem executado que os donos da casa saíram na frente. Após cobrança de escanteio do Flu, a bola sobrou para Gilberto, que dispara e tocou para Artur finalizar sem chances para Agenor.

Resposta rápida

O torcedor do Bahia ainda comemorava o primeiro gol, quando Leo Artur acionou Yony dentro da área. O colombiano demorou a correr para sair do impedimento e foi atropelado por Nino Paraíba. Na cobrança, Pedro marcou o terceiro gol dele desde que retornou de lesão e sétimo no ano.

Lambança de Agenor

Depois dos gols, o duelo entre tricolores ficou equilibrado. Os donos da casa, no entanto, ficaram novamente à frente no placar graças a uma lambança do goleiro rival. Agenor tentou driblar Gilberto dentro da área pequena área e foi desarmado O camisa 9 do time baiano apenas empurrou a bola para a rede para marcar o seu primeiro gol no Brasileirão.

VAR entra em cena

Na volta do intervalo, Diniz lançou Ganso e Marcos Paulo em uma tentativa de tornar o Flu mais ofensivo. Mas foram os baianos que tiveram mais iniciativa. E aos 13, em bola alçada por Nino Paraíba, Gilberto foi derrubado na área pelo xará lateral do time carioca. O árbitro Igor Benevenuto marcou pênalti depois de consultar o vídeo. Na cobrança, o camisa 9 cobrou mal e Agenor fez a defesa. Uma nova revisão do VAR, no entanto, constatou que o goleiro se adiantou no lance. Como já tinha amarelo por reclamação, o arqueiro foi novamente advertido e expulso. Na segunda cobrança, Gilberto não deu chances a Rodolfo.

Reação tardia

Depois do terceiro gol, o Bahia recuou e sofreu pressão do Tricolor Carioca. João Pedro descontou, aos 34, mas com um homem a menos ficou difícil buscar o empate.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 3 x 2 FLUMINENSE

Data/Hora: 26/05/2019, às 19h (de Brasília)
Local: Fonte Nova, Salvador (BA)
Gramado: Bom
Público/Renda:21.776/ R$ 365.755
Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG) Nota L! – 6,0 – muita demora no momento de consultar o vídeo
Assistentes: Sidmar dos Santos Meurer (MG) e Celso Luiz da Silva (MG)
Árbitro de vídeo: Emerson de Almeida Ferreira (MG)
Assistentes do VAR: Vinicius Gonçalves Dias Araujo (SP) e Daniel Paulo Ziolli (SP)
Cartões amarelos: Artur, Moisés (BAH); Yuri Lima, Agenor, Nino (FLU)
Cartão vermelho: Agenor, 20’/2ºT (FLU)

Gols: Artur (15’/1ºT, 1-0), Pedro (18’/1ºT, 1-1), Gilberto (29’/1ºT, 2-1 e 23’/2º, 3-1), João Pedro (34’/2ºT, 3-2)

BAHIA: Douglas Friedrich; Nino Paraíba, Ernando, Lucas Fonseca e Moisés; Douglas, Gregore e Ramires (Elton, 34’/2ºT); Artur, Arthur Caíke (Élber, 26’/2ºT) e Gilberto (Fernandão, 42’/2ºT). Técnico: Roger Machado

FLUMINENSE: Agenor; Gilberto, Nino, Matheus Ferraz e Caio Henrique; Yuri Lima (Marcos Paulo, intervalo), Daniel e Léo Artur (Ganso, intervalo); Yony González, João Pedro e Pedro (Rodolfo, 22’/2ºT). Técnico: Fernando Diniz

Por | Lance

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!