Eunápolis: Caso de aluna agredida por mais de 15, tem repercussão nacional

As cenas de selvageria e muita confusão entre alunos de duas escolas públicas de Eunápolis, reacendeu a discussão em torno da violência nas escolas. O caso, registrado com exclusividade pelo RADAR64 ganhou repercussão nacional no site da Globo.com.


A participação da família na educação dos estudantes é apontada por psicólogos e profissionais da área de educação como um dos fatores fundamentais para mudar a atual realidade.

A diretora do Colégio Estadual Fernando Alban, no bairro Ubis II – onde começou a confusão da tarde de quarta-feira (28), reforça que problemas externos estão vindo para dentro da sala de aula.

‘A gente tomou conhecimento, pela prima de uma aluna, que houve um desentendimento dias atrás e quando foi ontem um grupo de 15 alunas veio do Monte Pascoal para a porta da escola pegar esta aluna para bater’, afirmou a professora Maria d’Ajuda Teixeira, diretora do Fernando Alban.

Para a diretora, a falta de diálogo entre pais e filhos, a desestrutura familiar e o bullying são fatores que contribuem e refletem diretamente na atitude dos adolescentes.

‘Esses jovens estão sem expectativa nenhuma. Eles chegam na escola já com esta violência dentro de si. Não querem nada. A falta de interesse é muito grande. Falta amor a si próprio, infelizmente’, complementa.

A estudante mais agredida tem 14 anos. A prima dela, que tem a mesma idade e também estuda no Fernando Alban, disse ao RADAR64 que pelo menos 15 estudantes do Monte ficaram do lado de fora esperando ela sair. ‘Elas disseram pra minha prima tirar o pirulito da boca porque ia apanhar. Todas foram pra cima dela e começaram a agressão’, falou.

‘Nós vamos convocar os pais de todos os alunos envolvidos na briga para uma reunião. Como educadores, nosso papel é convencer com os pais sobre isso. Temos o nosso regimento interno e as medidas são tomadas quando o incidente acontece dentro da escola. Fora dela, é caso de polícia’, finalizou a professora Maria d’Ajuda.

O RADAR64 esteve na manhã desta quinta-feira (28) no colégio Monte Pascoal, que fica no centro da cidade, mas a diretora mandou avisar que estava em reunião e que não poderia atender nossa reportagem.

Fonte / Radar 64

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *