Moto Facil

[Eunápolis] Mulher dá a luz na porta de hospital

Um vídeo circula nas redes sociais com imagens de uma mulher jovem, que teve seu bebê na porta do Hospital Regional de Eunápolis, gravadas na noite de sexta-feira (13), por uma pessoa que presenciou a cena.

  Image2

Nas imagens, é possível ver várias pessoas indignadas com a falta de atendimento médico. Populares reclamam “que médicos e enfermeiros estariam assistindo a uma partida de futebol entre Brasil e Argentina”.

Minutos depois, sob protestos do pai do bebê, uma técnica de enfermagem entra no veículo e ajuda no nascimento.

Outro lado

A respeito do assunto, a diretora do hospital, Círia de Sales Padilha, se pronunciou por meio de uma Nota Técnica, onde afirma que “a mãe só chegou ao local, conduzida pelo marido, três horas após o início do trabalho de parto”.

De acordo com a diretora, “o obstetra estaria realizando outro parto naquele momento”.

Image1-003
Mulher chegou já em trabalho de parto; Bebê nasceu dentro do carro
Ainda na nota, a diretoria do hospital explica que após o parto a paciente foi encaminhada ao centro cirúrgico para limpeza da cavidade uterina e retirada total da placenta. A mãe e o recém-nascido passam bem e tiveram alta no domingo, 15.

Segundo a diretora, em casos como este, de mãe multigesta [a mulher estava na sexta gravidez] o parto costuma evoluir com maior rapidez e, como já se encontrava em período expulsivo ela não foi retirada do carro a fim de evitar uma queda, por exemplo. “Por causa disso, a técnica de enfermagem entrou no veículo para ajudar a concluir o nascimento do bebê”, explica a médica Círia Padilha.

Image4

Sob protestos do pai do bebê (camisa rosa), técnica de enfermagem entra no veículo e ajuda no nascimento
A nota diz ainda que “o parto vaginal”, que ocorre em domicílios, vias públicas ou no trânsito, não é incomum e que existe, inclusive, treinamento para essas emergências, sendo que, após o nascimento, mãe e filho devem ser encaminhados ao atendimento médico pediátrico, avaliação materna para averiguar possíveis ferimentos [lacerações] do canal do parto; cuidados com os olhos do bebê, para prevenção de infecções, através da aplicação do colírio de nitrato de prata e observação médica.

Por | Radar64
Foto rede social

Comentários

Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *