Itabela: Família é vítima de acidente com carreta e criança morre

ITABELA – Quatro pessoas ficaram feridas e uma bebê morreu em um acidente com uma carreta na BR-101 na altura do km 771, a dois quilômetros do Posto Santa Bárbara. O acidente aconteceu na manhã deste domingo (8) por volta das 9h, na famosa e conhecida “curva da morte”, no município de Itabela.

 

O motorista da carreta Volvo 360, de cor branca, de placa BWT 1710, de São Bernardo do Campo/SP, Alessandro dos Santos Souza, 32 anos, viajava com a família da Bahia para São Paulo, onde iria carregar. Ao entrar na curva ele perdeu o controle da direção do veículo e acabou tombando na lateral da pista. Todos os passageiros, sendo o casal e as três filhas menores, ficaram presos debaixo da cabine da carreta.

 

As cinco vítimas ficaram presas nas ferragens, o último a ser resgatado foi Alessandro dos Santos Souza, o motoristada carreta.
Viajava na carreta o motorista Alessandro dos Santos Souza 32, a esposa Marcioni de Araújo 33, e as filhas Marcieli Vitória Sabino, 10, Alessandra Sabino Souza, 6,  e Maria Lícia, de 1 ano e 9 meses, que faleceu.

 

A bebê Maria Lícia chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito horas depois de ter dado entrada no hospital. Todas as pessoas envolvidas no acidente foram levadas para o Hospital Regional de Itamarajú pela equipe de socorristas do Serviço Atendimento Móvel de Urgência – SAMU. De acordo com informações da PRF de Itamarju, o casal e as duas filhas continuam internados, mas todos estão bem.

 

Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o acidente pode ter sido causado por excesso de velocidade ou a carga com garrafas de cerveja do tipo long neck que pode ter pendido, o que pode ter feito o motorista perder o controle do veículo.

 

As equipes do SAMU 192 e da Polícia Rodoviária Federal tiveram muito trabalho para fazer os resgates às vitimas, foi preciso o uso de um caminhão munck e um guincho. O regaste durou mais de duas horas, e só foi possível graças à solidariedade de voluntários que usaram chaves e macacos hidráulicos para retirar várias peças que impediam o resgate. O resgate durou mais de duas horas.

 

 
As duas últimas vítimas a serem socorridas foi o pai Alessandro e a pequena Alessandra, que teve os cabelos apreendidos nas ferragens e foi preciso ser cortados. O trânsito fluiu normalmente em ambos os sentidos no local do acidente.

Informações / Giro de Notícias

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!