Itabela: Tiroteio deixa 2 mortos e 1 ferido

Um tiroteio ocorrido na noite desta segunda-feira (03) em Itabela deixou um saldo de dois mortos e um ferido. A chacina aconteceu por volta das 23h48 próximo ao estádio municipal. O barulho dos disparos foi ouvido de longe e assustou moradores próximos ao local.
Segundo uma das vítimas, que saiu com vida, o borracheiro Edivaldo Almeida Lima, o “Jacaré”, de 30 anos, os autores dos disparos, ainda não identificados, chegaram em uma moto quando as três vítimas seguiam a pé do centro da cidade para o bairro do Ouro Verde. Eles passavam em meio a uma plantação de eucalipto quando foram surpreendidos pelos atiradores.

Na ação dos assassinos morreu no local uma jovem identificada por Raiane Jesus de Andrade, de 19 anos, e um homem identificado por Edson dos Santos, de 28, que chegou a ser socorrido por uma ambulância do Samu-192 e levado para o Hospital Municipal Frei Ricardo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo em seguida.

De acordo com a polícia, as vítimas são usuárias de drogas e há evidências de que elas estavam fazendo uso de entorpecentes no momento em que foram alvejadas. Durante o levantamento cadavérico feito pela Polícia Civil no corpo da jovem, ainda no local, foi encontrado entre a bermuda e a calcinha um cachimbo e uma pedra de crack. Para os policiais civis e militares de Itabela, que estiveram no local, as evidências não deixam dúvidas de que a chacina está relacionada com o tráfico de drogas.

Duarante o levantamento cadavérico no corpo de uma das vítimas, Raiane Jesus de Andrade, de 19 anos, a polícia encontrou um cachimbo para consumo de crack e uma pedra da droga.

O agente civil Francisco Júnior disse que a ação desta segunda é típica de acerto de contas entre traficantes e usuários, que compram a droga, não pagam, e acabam mortos pelos traficantes.

O local onde aconteceu a chacina é recordista em número de assaltos e roubos a pessoas que tenta atravessar a pé ou de bicicleta. A área, que fica próxima ao centro da cidade, entre os bairros Ouro Verde e Palmares, onde existe uma plantação de eucalipto, pertence ao empresário José Soassai.

Os corpos das vítimas foram encaminhados ao Instituto Médico Legal de Eunápolis (IML) em um carro da funerária Pax Extremo Sul para realização da necropsia.

O caso está sendo investigado. Até o momento a polícia não tem pistas dos dois assassinos. Para a polícia, os autores do crime podem ser de outra cidade.

Durante o levantamento a polícia descobriu ainda que Edson dos Santos, um dos mortos, era foragido da cadeia de Porto Seguro e estava com um mandado de prisão em aberto pelo artigo 155 (furto).

Por | Giro de Notícias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *