Itamaraju: Bombeiro Civil cogitam suspensão de suas atividades no município

O serviço que vem sendo notado como de grande necessidade pública pelos bombeiros civis do município poderá ter seus dias contados. Diante do crescente número de veículos, construções e crescimento da sociedade, a presença de bombeiros em uma cidade é obrigatoriamente necessária.

bomb capa

Em Itamaraju a atividade desenvolvida pelos bombeiros civis vem garantindo segurança a comunidade, estando sempre prestando serviços em casos de resgates em acidente, incêndios, em apoio ao SAMU e ainda orientando a sociedade em casos de prevenção.

Além do incentivo dos profissionais em escolas e unidades com grande fluxo de pessoas em prevenir e até mesmo como agir em casos de extremo risco e é com certeza uma forma de evitar a perca de vidas. Exemplos de ações dos profissionais podem ser notados em casos como o Resgate de um Animal “Bicho Preguiça”, que teria sido encontrada em perímetro urbano e cuidadosamente entre a natureza. Também em situações como de um condutor que ficou preso as ferragem de um caminhão ocorrido recentemente, não esquecendo ações que os bombeiros colocaram em risco suas vidas para tentar conter um foco de incêndio em pleno centro comercial. Estas e outras ações somaram já neste ano pouco mais de 300 atendimentos. Mas que durante o ano de 2012 ultrapassou 1.000 ações, realizada juntamente com o SAMU, em casos de acidentes automotivos, agressões, incêndio, tentativas de homicídio (arma branca e fogo), afogamentos e resgate de corpos.

Itamaraju 1 carro-1

Atualmente esse serviço é realizado de forma voluntária por 10 bombeiros Civis (8 masculinos e 2 femininos), porém todos os profissionais dedicam parte de seu tempo sem lucro. No entanto alguns dependem de honorários para desenvolver tais atividades.

Durante a noite da última terça-feira (23), um pequeno contingente do bombeiro civil de Itamaraju, esteve na Câmara de Vereadores a fim de buscar atenção junto ao poder legislativo para o desenvolvimento de um projeto de lei que os ampare, permitindo que o município possa celebrar contratos.  

De acordo com os bombeiros civis hoje população já tem a consciência da importância da base no município e eles são regidos pela lei 11.901 do 12/01/2009, sancionado pelo ex-presidente Luiz Inácio da Silva.

Itamaraju - afoga- 1

A presença do bombeiro, seja ele civil ou militar tem sido cada vez mais debatido nas redes nacionais de televisão, tendo visto que apenas 14% dos municípios brasileiros têm bombeiros.  E na maioria dos municípios os acidentes com incêndio é assustador, pois as corporações militares ficam em outras cidades vizinhas, como é o caso de Itamaraju.

“A população precisa muito de alguém que tenha esse tempo pra ajudar. Nós apagamos incêndio, nós atendemos acidentados, nós fazemos vistoria em prédios, com o pouco de ferramentas que temos”, explica Antônio Marcos, Coordenador dos bombeiros civis voluntários de Itamaraju.

 “Bombeiro civil não é sinônimo de amadorismo. Cada bombeiro voluntário que ingressa na corporação recebe um treinamento com os melhores padrões para as atividades que vai desenvolver”, afirma Talis Moura, líder dos bombeiros civis.

Enquanto isso, o município necessita regulamentar as atividades dos bombeiros civis, bem como adquirir equipamentos como (1 carro tanque adaptado no combate a incêndio ), para o melhor atendimento da população e não pensar na hipótese de extingui-lo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *