Itamaraju: Câmara de vereadores concede moção de aplausos para a CDL

Faltando poucos dias para o recesso dos festejos juninos, a Câmara de vereadores de Itamaraju realizou durante a noite desta terça-feira (11), uma das últimas sessões do mês de Junho.

camara3

Presidida pelo vereador Rubens do Hospital, a sessão teve a participação da maioria dos vereadores, apenas tendo como faltosos os vereadores Jânio, Tonhão e Evandro de Jesus, todos esses sem justificativas.

Em pequeno expediente foi lido e encaminhado para as comissões o Projeto de Lei 13 /2013 – que prevê a Criação do Conselho Municipal de desenvolvimento sustentável (CDMS).

Durante a sessão ainda foi aprovada por unanimidade o pedido de providência, que requer a restauração da rua águas da montanha, localizada no Bairro Corujão, de autoria do vereador Tonhão de Almerindão.

 Itamaraju - in - camara - 2013-0611-2

Ainda teve uma moção de aplausos para a CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas, apresentada pelo vereador Paulo Vitor, que teve como justificativa o ato louvável de tentar realizar os festejos juninos do município, que foi aprovada por unanimidade pelos demais vereadores. Logo após, o presidente da casa franqueou a palavra aos demais parlamentares.

O vereador Leo Lopes em discurso agradeceu a empresa “Coelba” pelos trabalhos prestados no município, que após atender os anseios da população ouviu as reivindicações.

A sessão ainda foi marcada pelas discussões e denúncias promovidas pelos vereadores do PT, Antônio Portugal e Paulo Vitor, em desfavor da Secretaria Municipal de Saúde.  Em discurso o vereador Paulo Vitor colocou em discussão o alto custo dos materiais de limpeza usado pela secretaria em postos de saúde e no hospital. De acordo com o parlamentar o custo ultrapassa o montante de 86.000 mil.

Itamaraju - in - camara - 2013-0611-1

Já o vereador Portugal pediu a fiscalização do poder público diante de uma denuncia formalizada, sobre a aquisição do executivo municipal de equipamentos para a academia ao ar livre do município de Itamaraju. De acordo com o parlamentar as primeiras informações sobre o caso dão conta de irregularidades no processo, que após sete meses ainda não foram terminadas, até mesmo pela falta de equipamentos que estão listados no processo.

O assunto gerou uma grandiosa discussão, o vereador Chico do Hotel chegou a questionar o posicionamento dos parlamentares do PT, para que tenham denúncias contundentes.

Itamaraju - in - camara - 2013-0611-3

Após uma intensa discussão o presidente da casa, solicitou do vereador Portugal para protocolar o documento somente na quarta-feira (12), passando primeiro pela assessoria jurídica da casa. Sem mais discussões a sessão foi dada por encerrada.

Deixe seu comentário