ITAMARAJU | Família de homem que morreu após engasgar com osso, fala sobre laudo médico

 

Uma familiar do comerciante Flávio Cardoso da Silva (61 anos), querido por muitos do bairro Urbis 03 em Itamaraju, que faleceu na última segunda-feira (26), por engasgamento, manteve contato com nossa equipe e apresentou uma série de fatos e alguns documentos, acerca da morte.

Relatos da familiar dão conta que o senhor Flávio, estaria jantando por volta das 21 hs da quinta-feira (22), quando se engasgou com um pedaço de osso bovino. Após o incidente, a vítima prontamente foi encaminhada através de meios próprios, chegando a receber atendimentos médicos na unidade hospitalar do município, sendo apenas efetuado o procedimento de ouça o paciente, onde foi liberado.

Desde então, após ser liberado o Sr. Flávio passou a ingerir somente alimentos líquidos e mantinha-se muito silencioso, devido a uma tosse e dificuldade em engolir alimentos por sentir uma sensação de engasgo. Contudo no sábado (24) no período noturno as dores na região da garganta ampliaram e o senhor Flávio necessitou ser novamente destinado para a unidade hospitalar, onde a família o levou na manhã do domingo (25).

Receosos, durante o atendimento os familiares solicitaram ao médico plantonista que realizasse um exame de raio-x, que constou que havia ainda um pedaço de osso na região e que avançava para a traquéia, necessitando assim um procedimento cirúrgico mais detalhado.

Como medida, o profissional encaminhou o paciente ao serviço SUREM (Sistema de Regulação de Urgência e Emergência). Também foi realizada a internação para aguardar uma vaga num hospital com capacidade de efetuar o procedimento. A família recebeu orientações que a demora poderia trazer risco de sufocamento do paciente e no hospital foi ministrada a oxigenoterapia.

O paciente tinha dificuldade em respirar e o pescoço apresentou um inchaço. Um novo procedimento terapêutico foi adotado e iniciaram a nebulização na tentativa de liberar as vias aéreas.

Mas durante a madrugada de segunda-feira (26) o paciente Flavio Cardoso da Silva, manifestou lábios roxos, onde os familiares iniciaram uma medida desesperada na tentativa de salvar seu ente querido. O paciente sofreu uma parada cardiorrespiratória, os enfermeiros da unidade tentaram efetuar massagem de ressuscitação, mas sem êxito. O corpo foi removido da Unidade Hospitalar e encaminhado ao IML local de Itamaraju, onde passou por exames de medicina legal e um laudo foi emitido aos familiares tendo como resultado “Causa indeterminada”

Ainda muito abalada com a morte do pai, a filha de Flávio aproveitou o espaço para agradecer aos enfermeiros que estavam de plantão naquele dia, pela dedicação, apoio e carinho.

 “A toda equipe por todo o tempo tentou nos acalmar e orientar, sempre de forma tranquila ou com imensa segurança.  As recepcionistas e os guardas que estavam no hospital que possuem a mesma conduta e em todo o tempo nos consolaram. Destaco ainda sobre o apoio e atenção dos amigos, dos moradores do bairro, em especial a igreja Assembléia de Deus da Liberdade e Jaci Rocha”.

Obrigado a todos pelo carinho, Raquemili Silva

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!

Itamaraju Notícias
Enviar para o WhatsApp