Itamaraju: Jovem afirma ter sido vítima de discriminação racial no centro

Na tarde da última sexta-feira (20) uma Guarnição da Policia Militar de Itamaraju acompanhou uma jovem até a no Depol de Itamaraju após mesma informar que teria sofrido discriminação racial seguida de uma agressão no Centro da cidade.

A vítima trata-se da jovem Jandiele Santos Cotrin (18 anos), que informou as autoridades policiais, que por volta das 15:00HS do mesmo dia a mesma teria adentrado em um estabelecimento comercial um “ Salão de Beleza”  e teria sido vítima de discriminação racial por parte da proprietária do local.

Em seu depoimento Jadiele informou que ao entrar no salão a mesma pediu informações sobre o preço de um serviço em seu cabelo e ao reclamar do preço que para ela estava acima do valor, à mesma foi insultada pelo nome de “neguinha” e em seguida foi agredida.

“Nunca pensei em passar por isto, quero justiça”, disse Jandiele indignada.

Apresentando várias escoriações pelo corpo,principalmente nos braços e pescoço,  a jovem registrou um boletim de ocorrência por vias de fato onde passara por exames e juntamente com a assessoria de um advogado irá representar na justiça um processo contra a proprietária do salão por lesão corporal e discriminação racial.

A nossa equipe procurou a proprietária do salão para dar a sua versão sobre os fatos, mas a acusada não quis se pronunciar sobre o caso.

Por/Henrique Peixoto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *