ITAMARAJU | Polícia Civil investiga possível caso de tráfico de criança no município

A Polícia Civil do município de Itamaraju, investiga um possível caso de tráfico de criança, após uma mulher dar à luz a uma bebê do sexo feminino no hospital municipal e sua atitude levantar suspeitas.

A investigação iniciou nesta sexta-feira (19), com ajuda de profissionais da unidade hospitalar, que após o parto solicitou a documentação da gestante para iniciar o procedimento de registro de nascimento da criança. No entanto, a mulher apresentou um documento diferente do Cartão de Gestante (documento criado pelo SUS em 1988, para garantir direitos as mulheres grávidas). Ao perceber que algo estava irregular a unidade hospitalar notificou o Conselho Tutelar e Polícia Militar da 43ª CIPM.

A criança recém nascida, sua genitora Vera Lúcia Dantas de Souza (40 anos) e uma senhora identificada por Nedina Rosilene Orecchio Gume (58 anos) foram encaminhadas para a delegacia da polícia civil do município para prestar esclarecimentos a cerca do caso.

Na delegacia Vera Lúcia Dantas de Souza relatou as autoridades policiais ser moradora da cidade de Uruçuca e que iria entregar a criança para a filha de Nedina Rosilene Orecchio, a proprietária dos documentos apresentadas pela gestante para registro do recém nascido.

O conselho tutelar manteve contato com familiares de Vera Lúcia na cidade de Uruçuca, recebendo informações que a mulher estava desaparecida, mas que sempre tentou esconder sua gestação, fato tido como incomum.

Vera Lúcia ainda informou durante interrogatório que conheceu a mulher a quem iria entregar a criança ainda em sua cidade, mas a criança seria entregue no estado capixaba.

A delegada titular de Itamaraju irá ouvir todos os envolvidos e deverá encaminhar o caso para a justiça.

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!