[Itamaraju] Valor pago pela saúde dos itamarajuenses é menor do que cidades vizinhas

O direito à informação é uma conquista de todos os brasileiros, mas muitas vezes pouco usada na busca de suas reivindicações ou até muitas vezes utilizadas por políticos sem qualquer escrúpulo, para garantir a continuidade no poder.

imagem ilustrativa

itamaraju - in - bebe2

Com base em dados do Ministério da Saúde, projetamos um gráfico com valores e uma realidade política social. Desconhecemos as ferramentas utilizadas para a adoção de investimentos. Onde programas e projetos adotados por cada município poderão impactar nestes investimentos. No entanto cabe cada gestor buscar mecanismos para garantir a sua comunidade melhores condições e nunca cruzar os braços aguardando a morte chegar.

Os dados coletados condizem com a população entre os anos de 2010 até 2015, o valor pago pelos programas de (Atenção Básica, Alta e média complexidade), estes que são programas do governo feitos para custear saúde e seus investimentos.

Dentre os municípios analisados estão Eunápolis, Itamaraju, Prado e Teixeira de Freitas. Onde o maior investimento com a vida de cada habitante é direcionada à cidade de Teixeira de Freitas com valores de (R$ 38,12 por habitante mensalmente), porém a vida com menos valor investido é dos moradores de Itamaraju com pagamentos de (R$ 22,36 por habitante em cada mês).

Uma verdadeira surpresa devido a distância dos municípios ser inferior a 70 km, mas a diferença de custo a vida gerar uma desigualdade de 42%.

Itamaraju - in - comparativo- 2016.01.03.1

Clique e veja tabela completa

Para chegar a esse análise nossa equipe utilizou um sistema simples. Onde comparamos os valores repassados pelo Governo Federal nos programas de saúde e dividimos pela população ativa no mesmo exercício econômico de 2015.

Agora visando essa realidade presente entre os municípios, a comunidade mais prejudicada deve buscar através dos direitos, além de entidades e autoridades políticas um parecer e revisão da importância de se fazer valer um direito constitucional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *