Moto Facil

[Itamaraju] Vereadores aprovam projeto que autoriza executivo a doar terreno para Igreja Católica

A comunidade Católica da Diocese de Teixeira de Freitas – Caravelas, Paróquia Santos Cosme e Damião de Itamaraju comemorou a aprovação do projeto de Lei que autoriza o poder executivo a fazer doação de uma área de terreno urbano para a Igreja Católica.

 

O projeto foi votado na sessão ordinária da Câmara Municipal de vereadores na noite desta terça-feira (08). A doação tem por finalidade a construção de uma Igreja católica no Bairro São Bernardo. Além deste importante projeto social e religioso, tramitou na casa a aprovação de títulos de cidadão concedidos a Gustavo Gouveia Mota (Pastor Gustavo), o advogado Wanderson da Rocha Leite e Eduardo Barbosa Filho (gringo da elegância dos calçados).

O executivo ainda enviou a Casa o pedido de alteração da Lei Municipal para 2016, na criação da Secretaria Municipal de Comunicação Social, que será responsável por divulgar todos os trabalhos realizados pela administração.  Esse que foi encaminhado para as comissões competentes.

Os edis ainda aprovaram o pedido de providência que requer do executivo por meio da secretaria de obras a reposição de braços de iluminação e lâmpadas no trecho que compreende a Cerâmica Sumaré até a Escola Municipal Paulo Jacson, na Avenida Xavantes, no Bairro Alvorada.

O ponto auto das discussões ficou por conta do projeto de lei  do executivo que garante a isenção de impostos tributários da FACISA (Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas)  ser revestido em bolsas de estudos. Esse que ainda não foi colocado em pauta para votação.

Itamaraju - vereadores

De acordo com o Presidente Francisco Barbosa “Chico do Hotel”, o projeto esta sendo bastante analisado e será colocado para votação após os vereadores terem a certeza que as bolsas serão destinadas de fato para estudantes carentes do município.  

Com pedido de interstício, os edis ainda votaram em primeiro turno, o projeto de lei que requer o voto aberto na Câmara de vereadores. Este que foi negado pela maioria. A segunda votação esta prevista para próxima sessão que ocorrerá na terça-feira (15).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *