Moto Facil

[Itanhém] SIHS estuda como captar de forma emergencial água do córrego Dantas

Dez mil pessoas na sede de Itanhém estão sofrendo com problemas de abastecimento de água em suas casas. O rio Preto, responsável por abastecer o município, secou em função da falta de chuva ano passado, quando a precipitação foi de apenas 700 milímetros, quando a média é de 1.800 milímetros. 

Para dirimir a falta de água, o abastecimento tem sido feito pela Embasa atualmente por meio de carro pipa. “Já foram gastos R$ 300 mil”, alerta o prefeito Bentevi. “Na última semana, postos de saúde e escolas tiveram que ficar sem funcionar”, acrescentou o gestor.

Itamaraju - in - itanhem- 2016.03.16.1

O deputado estadual Eduardo Salles, Bentevi, o vereador Audrey, o presidente da CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Renato Correia, e o líder comunitário, Paulo Renato, foram nesta quarta-feira (16) à SIHS (Secretaria Estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento) para audiência com o chefe da pasta, Cássio Peixoto.

A intenção foi pedir ajuda da SIHS para uma medida emergencial que garanta água nas residências e órgãos públicos. “Propomos que a Secretaria disponha sete quilômetros de tubulação, o que vai permitir captar água do córrego Dantas e abastecer a população”, explica Eduardo Salles.

“Não podemos esperar o projeto da Embasa, de captação do rio Água Fria. A situação é emergencial”, falou Audrey.

O secretário determinou que já nesta quinta-feira (17) um técnico da CERB (Companhia de Engenharia e Recursos Hídricos da Bahia) vá a Itanhém fazer o estudo de como captar do córrego Dantas.

“Queremos resolver essa situação com total urgência”, garantiu Cássio Peixoto.

Por | ASCOM – Deputado Estadual Eduardo Salles

Comentários no Facebook