Jucuruçu: Quarta-feira sangrenta marca morte de casal de agricultores

O que era para ser mais um dia comum para um casal de agricultores da Fazenda Vista Alegre, localizada no Povoado de Monte Azul, há 40 km de Jucuruçu, se transformou em um dia de terror.

Um casal de agricultores foram mortos com requintes de crueldade no início da manhã tarde desta quarta-feira (22).

 

O Serviço de Investigação da Policia Civil de Itamaraju, coordenada pelo Chefe do SI Felipe Mendes foi informada do trágico no período da tarde, devido à grande dificuldade de acesso do local.  Logo que tomaram conhecimento foi deslocada uma equipe para o local e os trabalhos de investigação iniciadas.

Em um cenário simples, marcado por uma estrutura de barro, foi onde dois elementos desconhecidos em uma motocicleta chegaram a humilde residência, solicitaram um copo d”água. O agricultor João Pereira da Silva (56 anos), foi alvejado durante o trajeto a cozinha e ao perceber que se tratava de bandidos, ainda ferido nas costas evadiu-se do local.

Informações dão conta que os indivíduos ainda percorreram aproximadamente 500 metros conseguindo executá-lo com diversos disparos.

Cientes que poderiam ser reconhecidos pela esposa da vítima os bandidos ainda retornaram ao interior da residência e mesmo diante de fortes suplicas a Sr.ª Luzia Maria Neves (52 anos) também foi executada. O filho do casal de apenas 06 anos viveu momentos de terror ao ser obrigado a ficar debaixo da cama enquanto seus pais eram mortos.

Logo após o crime os bandidos evadiram-se do local sem deixar pistas. Até a chegada da Policia Civil, o local do crime foi resguardado durante todo o dia por uma Guarnição da Policia Militar da cidade de Jucuruçu.

No local a policia encontrou alguns projéteis e várias cápsulas de um revolver calibre 38, onde todo o material foi recolhido e farão parte da investigação.

O levantamento cadavérico foi realizado durante a noite desta quarta-feira,  pelo policial Civil Felipe Mendes, juntamente com o Servidor Anderson Barbosa e os corpos encaminhados para o IML de Itamaraju para exames de necropsia.

Nas próximas horas será aberto um inquérito policial e as principais linhas de investigação apontam como crime por encomenda.

Deixe seu comentário