Juiza de Caravelas registra queixa de agressão contra promotor

PORTO SEGURO – A juíza de Direito Nêmora de Lima Janssen dos Santos, 34 anos, titular da comarca de Caravelas, extremo sul da Bahia, registrou queixa na Polícia Civil (Deltur) de Porto Seguro, nesta sexta-feira, 24, alegando ter sido agredida fisicamente, junto com o namorado, o advogado Leonardo Wishart, 26 anos, pelo promotor de Justiça da cidade, Dr. Dionelles Leone Santana Filho.

Fotos: Joelson Angelo/Obaianão

Segundo o Boletim de Ocorrência, o fato aconteceu na madrugada desta sexta, quando os três envolvidos curtiam a segunda noite do carnaval indoor no camarote da Arena Axé Moi, na praia de Taperapuan, orla norte da cidade.
Juiza e namorado deixam complexo policial, onde registraram queixa e fizeram exame de corpo de delito
A magistrada, que já trabalhou como juiza substituta na comarca de Porto Seguro, teria levado chutes na cabeça e outras partes do corpo. Ainda de acordo com o B.O., a juíza estaria de costas quando teria sido atacada pelo promotor. Ao tentar defender a namorada, o advogado Leonardo também acabou sendo agredido.

A Polícia expediu guia de exames de corpo de delito para a magistrada e o namorado advogado, e deve encaminhar a ocorrência para a Corregedoria do Ministério Público estadual, em Salvador.

O promotor Dionelles não foi encontrado para esclarecer o fato. RADAR64 mantém o espaço aberto para a sua defesa, caso ele queira se manifestar.

Anônimos se mobilizaram durante todo o dia enviando emails para a imprensa, inclusive anexando um panfleto apócrifo com claro objetivo de desgastar a imagem do promotor, responsável por diversas denúncias contra suspeitos de praticar crimes na cidade, sendo o caso mais notório o do assassinato dos professores da APLB.

Fonte / Radar 64

Deixe seu comentário