Justiça eleitoral vai julgar ação que pode cassar mandato de Uldurico Júnior

Pela primeira vez na história da Bahia um deputado federal pode ter seu mandato cassado. Trata-se de Uldurico Júnior (PV) que, na eleição de 2014, teria utilizado as rádios pertencentes à sua família para se beneficiar durante a campanha. O julgamento da ação, que tem como favorecido o suplente e vereador de Salvador, Joceval Rodrigues (PPS), está previsto para a próxima segunda (30), na sede do Tribunal Regional Eleitoral.

O Ministério Público emitiu relatório, no qual opina pela cassação do mandato de Uldurico, que é presidente estadual do PV. Durante o processo, duas testemunhas do deputado foram presas em flagrante por mentir em juízo. O primeiro caso ocorreu em novembro de 2015, quando o marqueteiro João Batista Ribeiro, apontado como testemunha de Uldurico, foi preso por mentir em juízo. O mesmo crime levou à prisão o radialista Franedi Góis, em maio de 2016. Na ocasião, a testemunha foi conduzida para a Polícia Federal.

CRIME – A utilização de meios de comunicação para se beneficiar eleitoralmente durante campanhas políticas é tipificada como crime pela Justiça Eleitoral no Brasil, sendo uma prática terminantemente proibida. Parte interessada do processo, o vereador Joceval Rodrigues diz que confia plenamente na Justiça Eleitoral da Bahia.

Por | Bocaonews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *