MEDEIROS NETO | PM detona grupo de pedofilia do WhatsAp e prende pedófilo

Já há alguns meses, a inteligência da polícia militar, sob o comando do Major Edmar Leão, vinha investigando um grupo de pedófilos no WhatsApp, intitulado “trem bala”, com integrantes de Medeiros Neto e região.


Junto com o Conselho Tutelar, a Polícia Militar descobriu, através das investigações, que os administradores e participantes do “trem bala” usavam o grupo para seduzir menores, na faixa etária dos 10 até os 14 anos. No grupo também se compartilhava todo tipo de material infantil pornográfico.

Na noite da última sexta-feira (20), a central da PM foi informada que um elemento estaria na Praça Sete, no centro da cidade, assediando, principalmente, meninas pré-adolescentes que circulavam pelo local.

Imediatamente, a guarnição se deslocou até a praça e prendeu o elemento identificado como Ivailton Ferreira Dias, de 38 anos, morador do Bairro Aparecida; um dos fundadores e administradores do grupo “trem bala”.

O material compartilhado no grupo era o mesmo encontrado no celular de Ivailton, inclusive, ele ainda era participante e administrador de mais de 06 grupos de compartilhamento de conteúdo pornográfico infantil.

Algo mais chamou a atenção do Conselho Tutelar e da Polícia Militar: Uma longa conversa entre o elemento e uma menina de apenas 11 anos de idade, a qual ele seduziu e compartilhou fotos e vídeos pornográficos. Ivailton pedia para que ela visse e apagasse logo em seguida, para que seus pais não descobrissem. Em uma das conversas, ele chegou a perguntar qual a cor da calcinha que a criança estaria usando.

Perguntado pela equipe do Medeiros Dia Dia, se fosse uma filha dele sendo seduzida por um homem da sua idade, Ivailton responde com total cinismo e frieza: – “Eu chamaria ele pra conversar e daria uma segunda chance”.

Questionado sobre a motivação da criação do grupo, Ivailton argumentou que o mesmo fora criado por um segundo elemento, de prenome Gabriel, e que ele teria sido apenas colocado como administrador para adicionar mais pessoas, porém, esta versão foi contestada pela polícia, pois, no processo de investigação, das datas de criação e dos adicionados, descobriu-se que Ivailton e Gabriel são os fundadores do grupo “trem bala”.

Diante dos fatos, o elemento recebeu voz de prisão e foi conduzido, juntamente com o material, à Delegacia Territorial de Teixeira de Freitas e apresentado ao Delegado Jorge da Silva Nascimento, para as demais medidas cabíveis.

Ivailton será enquadrado no Artigo 241-D da LEI Nº 8.069, DE 13/07/90 – Aliciar, assediar, instigar ou constranger, por qualquer meio de comunicação, criança, com o fim de com ela praticar ato libidinoso: (Incluído pela Lei nº 11.829, de 2008), e pode pegar de 3 a 8 anos de prisão.


O Major Edmar Leão ficou estarrecido com o conteúdo compartilhado no grupo e chamou a atenção, dos pais e responsáveis, para assistirem os conteúdos e conversas que seus filhos compartilham nas redes sociais: “O ambiente virtual é tão hostil e perigoso quanto o ambiente real. Por isso o uso da internet, por menores de idade, precisa ter um acompanhamento diuturno dos pais, nunca deixar a criança sozinha no computador ou celular, pois é um ambiente hostil. Vamos ficar atentos, pois, pedófilo, não tem perfil definido”, diz o Major.

A investigação não para com a prisão de Ivailton. Todas As conversas do grupo foram monitoradas e arquivadas para futuros procedimentos. O delegado Jorge da Silva Nascimento ainda poderá abrir inquérito contra todos os participantes do grupo “trem bala”.

Nossa equipe ainda descobriu que Ivailton possui três contas no FaceBook e que, em umas delas, mesmo sem saber o idioma, ele mantem contato com mulheres árabes, inclusive crianças.

Por | Merdeirosdidia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *