Mesmo com público “modesto” quadrilhas dão show na primeira eliminatória

Com a finalidade de valorizar, difundir e incentivar uma das maiores manifestações populares da Cultura Brasileira, começou nesta sexta-feira, 22 de junho, às 19 horas, a segunda edição do ‘Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas Chapéu de Couro’, organizado pela Secretaria Municipal de Educação e Cultura por intermédio do Departamento de Esporte e Cultura. O evento foi realizado no Barracão do ‘2º Arraiá de Um Novo Tempo’ instalado na antiga Praça do Rotary, hoje Praça José Berilo de Carvalho.

A princípio estavam confirmadas as participações das quadrilhas dos bairros Cristo Redentor, Itatiaia, Várzea Alegre, Urbis – II e Centro (Filhos de Virgulino), além da representante de Montinho; mas, de última hora, a ‘Os Descendentes de Maria Bonita’ do Bairro Itatiaia comunicou oficialmente sua desistência, o que favoreceu as quadrilhas ‘Maria Bonita e Lampião’ e ‘Tudo Junto e Misturado’, representantes dos bairros Várzea Alegre e Urbis-II, respectivamente, que se apresentaram já classificadas para a final de domingo.

Em cada uma das duas eliminatória que ocorrem nos dias 22 e 23, classificam-se para a final do dia 24, quatro equipes, duas por dia.

De acordo com Kelly Rocha de Almeida, Diretora de Esporte e Cultura da PMI, as greves nas redes municipal e estadual acabaram interferindo negativamente na participação das quadrilhas. Escolas como o Inácio Tosta Filho e o Reitor Edgard Santos, que haviam demonstrado interesse em participar da disputa esse ano, acabaram não participando, “por isso teríamos apenas seis quadrilhas disputando o concurso, agora com a desistência, teremos cinco”, explica.

O ‘II Concurso Municipal de Quadrilhas Juninas Chapéu de Couro’ vai distribuir R$ 4 mil em prêmios, mais troféus para os quatro primeiros colocados, cabendo ainda ao 1º, o prêmio em dinheiro de R$ 2 mil; ao 2º, R$ 1 mil e; ao 3º, 500 reais. Serão premiados também o melhor casal de noivos e o melhor marcador, com prêmios de R$ 300 e R$ 200, respectivamente.

Apesar do “modesto” número de espectadores no primeiro dia de apresentação, as duas participantes tiveram excelentes performances demonstrando muita criatividade sincronismo. O destaque foi para a introdução feita pela representante da Urbis-II que trouxe para o Arraiá Chapeuzinho Vermelho e o Lobo Mau. A “Tudo Junto e Misturado” também se destacou pelo maior número de integrantes, muito acima do exigido no regulamento, de, no mínimo, 12 pares.

Durante as apresentações, é obrigatório, o cumprimento ao público, cumprimento aos pares, Túnel, Caracol e Caminho da Roça. Tudo isso foi rigorosamente observado pelo corpo de jurados, formado pelos professores Elzinha, Mirian, Edinho e Valdir, que também teve o cuidado de julgar Figurino, Alinhamento (Sincronia dos participantes), Coreografia e Harmonia, e, Evolução (forma como é contada a quadrilha); cada item julgado por apenas um jurado.

No final de cada apresentação eles emitem uma nota que varia de 5 a 10 pontos. Neste sábado, a partir das 18 horas, vão se apresentar na segunda eliminatória, ‘Os Filhos de Virgulino’ do Centro, Quadrilha do Lorão (Cristo Redentor), e, a representante da comunidade de Montinho, município de Itabela. Dessas três, apenas duas se classificam para a grande final de domingo.

Por Nilson Chaves

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!