Chame Táxi Uirislan

Morre o ator Paulo Goulart aos 81 anos

Morreu no início da tarde desta quinta-feira, às 13h15, em São Paulo o ator Paulo Goulart, aos 81 anos. Ele estava internado no hospital São José da Beneficência Portuguesa e lutava contra um câncer no mediastino, região entre os pulmões, há dois anos. O tumor é decorrente de um câncer no rim, diagnosticado anos antes. Casado há 62 anos com a atriz Nicette Bruno, Goulart deixa também três filhos, os atores Beth Goulart, Bárbara Bruno e o dançarino Paulo Goulart Filho. Ainda não foram dadas informações sobre onde será realizado o velório e o enterro.

celebridades-ator-paulo-goulart-20100810-015-size-598 (1)

Seus últimos trabalhos na TV foram nos filmes O Tempo e o Vento (2013), Nosso Lar (2010), Chico Xavier (2010) e na novela Morde & Assopra (2011) em que interpretou o médico Eliseu. Considerado um dos maiores talentos do teatro brasileiro, onde construiu uma trajetória profícua, Goulart deixou sua marca na televisão e no cinema.

Paulo Goulart começou a carreira aos 18 anos na Rádio Tupi por influência de um tio radialista. Paralelamente aos primeiros trabalhos como ator, ele chegou a estudar e se formar em química industrial. Seu primeiro papel na TV Tupi foi em um programa humorístico em que contracenava com Amácio Mazzaropi.

Já no ano seguinte, deixou o humorista para integrar o elenco da novela Helena, de Manoel Carlos, na TV Paulista. Pouco depois, conheceu a atriz Nicette Bruno, por quem se apaixonou e com quem permaneceu casado até sua morte. Foi a mulher que lhe apresentou a companhia Teatro de Alumínio, que depois viria a ser batizada de Teatro Íntimo Nicette Bruno, onde o ator fez sua estreia nos palcos com a peça Senhorita Minha Mãe, de Louis Verneuil. O casal fundou a companhia Teatro Íntimo Nicette Bruno, em 1953.

A carreira no cinema teve início em 1957, quando estreou no longa Rio Zona Norte, de Nelson Pereira dos Santos. No começo da década de 1960, o ator se mudou com a família para Curitiba para atuar ao lado da mulher no Teatro de Comédia do Paraná e na Escola de Teatro Guaíra. Goulart voltou a São Paulo pouco depois e foi contratado pela TV Excelsior, onde atuou em novelas como As Minas de Prata (1966), Os Fantoches (1967) e O Terceiro Pecado (1968), todas de Ivani Ribeiro.

Estreou na Globo em 1969 na novela A Cabana do Pai Tomás, de Hedy Maia, e foi escolhido no mesmo ano para ser um dos protagonistas de Verão Vermelho, de Dias Gomes. Na história, Flávio Avelar , personagem de Goulart, vivia um triângulo amoroso com as personagens interpretadas por Dina Sfat e Jardel Filho.

Em 1975, o autor montou e dirigiu a primeira peça de sua autoria, Nós Também Sabemos Fazer. É de sua autoria também os espetáculos Mãos ao Alto, São Paulo! (1980), O Infalível Dr. Brochard (1983) e Look Book Hip House, texto feito em parceria com a filha Bárbara Bruno.

Repercussão – Famosos foram às redes sociais lamentar a morte do ator. “Uma grande perda, suavizada pela certeza de que ele agora está em paz, livre do sofrimento e emanando pura luz! Meu amor à Nicette, Beth, Barbara e Paulinho…e todos os descendentes dessa talentosa família”, escreveu a atriz Gloria Pires no Facebook.

A apresentadora Angélica deixou sua mensagem à família Goulart no Instagram. “Nicete e família todo meu carinho pra vcs! Descanse em paz querido Paulo Goulart! Pessoa especial! Generoso, talentoso, pai e amigo sensacional. Encontros sempre muito alegres e especiais com essa familia!”

A atriz Deborah Secco, que contracenou com Goulart como sua enteada e filha, respectivamente, nas novelas América e A Padroeira, também expressou sua tristeza. “Paulo Goulart! Meu eterno papai… Obrigada por cuidar tantas vezes de mim! Amor eterno… Você vai fazer falta por aqui! Força à toda família Goulart; paz no coração de vocês!”

“Triste com a morte de Paulo Goulart . Honrou a profissão de ator e deixa uma família talentosa que irá representá-lo sempre”, escreveu o apresentador Serginho Groisman em sua página no Twitter.

“Descanse em paz Paulo Goulart. Gente fina mesmo”, lamentou o músico Ed Motta.

A atriz Angela Leal também prestou homenagem a Goulart na rede social: “Paulo Goulart partiu deixando um grande exemplo de generosidade e dignidade humana. Muita força para toda família”.

Por | Veja

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!

Itamaraju Notícias
Enviar para o WhatsApp