Moto Facil

[Mucuri] Menores torturam e matam empresário mineiro e ainda usa o cartão da vítima no Carnaval

Uma operação da Polícia Civil e Militar de Mucuri (BA) conseguiu apreender quatro menores de 14, 15, 16 e 17 anos, na noite desta segunda-feira, 8 de fevereiro, durante a festa de Carnaval, pelo fato deles terem roubado, sequestrado, torturado e matado e empresário de Governador Valadares (MG), Terence Henrique Luis, o “Teo da SAAE”.

   mata2

De acordo com informações da Polícia o sequestro ocorreu na sexta-feira, 07 de fevereiro, em frente à residência da vítima, em Governador Valadares. Os menores pegaram o carro do empresário, um Fusion, de cor preta, placa policial FTP 2509, e levaram ele para um cativeiro na cidade de Frei Inocêncio (MG), há alguns quilômetros de Governador Valadares. Depois vieram para Nova Viçosa, na Bahia.

mata1

A operação contou com a ajuda da Polícia Civil mineira, que encontrou o corpo do empresário por volta das 8h00 desta terça-feira na cidade de Frei Inocêncio, após os menores confessarem o crime. O Liberdade News conversou por telefone com o delegado titular de Itanhém, Dr. Jorge Nascimento, responsável pela operação na Bahia, e nos disse que o carro do empresário foi apreendido em Nova Viçosa, mas o cartão de crédito da vítima ainda estava sendo usado em Mucuri.

Eles rastrearam as compras e conseguiram apreender os menores em posse do cartão e outros pertencentes durante o Carnaval. Na delegacia os menores confessaram o crime, e todos eles já tem passagem na Polícia por conta de delitos semelhantes. Um dos menores é de Mucuri e os demais de Governador Valadares. Eles usaram um simulacro de arma de fogo para sequestrar a vítima e, no caminho, resolveram matar o empresário, para que a vítima não se vingasse depois.

Para torturar e matar a vítima, eles utilizaram uma correia dentada e um cinto, enforcando o empresário e depois usaram um canivete para sangrar os pulsos da vítima. O delegado disse que a perícia constatou que o empresário sofreu graves torturas antes de morrer.

mata4

Os assassinos conseguiram comprar diversas coisas, como celulares e roupas. E a todo tempo mostravam frieza em relação ao crime. Eles estão custodiados na Delegacia de Mucuri, mas serão encaminhados para Governador Valadares, onde ficarão a disposição do Ministério Público.

Por | Liberdadenews

Comentários no Facebook