Novo portal de educação ajuda os brasileiros a estudarem em Portugal

Portal que acaba de ser lançado, o EduPortugal, tem como principal finalidade dar suporte aos brasileiros interessados em estudar graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado em Portugal, oferecendo consultoria gratuita em relação a temas imprescindíveis como: onde estudar, como procurar o curso desejado, em quais cidades, processos de candidaturas, saúde pública, vistos, acomodações, custo de vida, equivalência de diplomas, entre outros, também auxiliando aqueles que desejam estudar e trabalhar no país, com dicas de como abrir uma conta bancária local, legalizar documentos e muito mais.

“O objetivo é que o brasileiro venha para Portugal mais bem informado e não tenha surpresas desagradáveis ao chegar aqui por falta de informação”, afirma Cristiane Lazoti, brasileira que vive e trabalha em Portugal há três anos e fundadora do EduPortugal. Com vasta experiência na captação de brasileiros para estudar no exterior, por meio de um dos clientes que já atende no Brasil, ela conta que o que mais motivou esta iniciativa foi a própria experiência que teve ao chegar em Portugal.

Estudar em Portugal ficou mais fácil para os brasileiros que querem fazer graduação, pois muitas instituições portuguesas firmaram parceria com o INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) e passaram a aceitar o resultado do ENEM (Exame Nacional de Ensino Médio) como requisito para tal candidatura. Entre as instituições que já fazem parte do EduPortugal, estão a Universidade Portucalense, Faculdade de Psicologia da Universidade de Lisboa, Politécnico de Leiria, Politécnico de Lisboa, Instituto Politécnico de Coimbra, Instituto Politécnico de Tomar, Instituto Politécnico de Portalegre, Instituto Politécnico de Viana do Castelo, ISCIA, ISPA e muitas outras estão aderindo a esta iniciativa. Um dado importante é que hoje, entre os estudantes de todo o mundo que procuram o país para intercâmbio, os brasileiros lideram o ranking, seguidos dos angolanos e dos espanhóis, segundo a DGEEC de Portugal.

“Do Brasil, antes de chegar aqui, fiz inscrição para um Mestrado em Portugal. A instituição que escolhi, que é uma das melhores no ranking do país, não soube esclarecer o processo correto de candidatura e tampouco a questão do visto, além de uma demora excessiva na resposta aos meus emails. A consequência desta péssima experiência foi que perdi dinheiro, o curso e, principalmente, senti-me desamparada num país estrangeiro”, frisa Cristiane. Sendo assim, unindo a vivência com a vontade de ajudar outros brasileiros a terem uma boa experiência no país, desde a escolha da cidade, instituição e até estadia, a empresária criou o EduPortugal.

Dessa maneira, os usuários do EduPortugal terão suporte gratuito com dicas das instituições parceiras, auxílio desde o início até o final do processo para a viagem, sempre de modo exclusivo e dedicado a cada usuário que procurar a empresa. Com um investimento inicial de 85.000 euros, a empresa já emprega 10 funcionários, entre brasileiros e portugueses, e, até o momento, já atendeu e auxiliou 2.263 brasileiros interessados em estudar no país irmão.

A presença digital do EduPortugal está nos seguintes links:

Website: www.eduportugal.eu

Facebook: https://www.facebook.com/eduportugal.eu/

Instagram: https://www.instagram.com/eduportugal.eu/

Blog: http://eduportugal.eu/blog/

Sobre o EduPortugal:

Portal de educação criado como facilitador para que os estudantes brasileiros possam ter um canal direto e eficaz para estudarem em Portugal, e que tem como principal finalidade dar suporte aos brasileiros interessados em estudar graduação, pós-graduação, mestrado ou doutorado em Portugal, oferecendo consultoria gratuita em relação a temas imprescindíveis como: onde estudar, como procurar o curso desejado, em quais cidades, processos de candidaturas, saúde pública, vistos, acomodações, custo de vida, entre outros, também auxiliando aqueles que desejam estudar e trabalhar no país, com dicas de como abrir uma conta bancária local, legalizar documentos e muito mais.

Por | Ascom

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!