PORTO SEGURO | “Festa em motel” traficantes cometeram suicídio para não serem presos

Os dois bandidos encontrados mortos em um motel na cidade de Porto Seguro, por volta das 3h da madrugada do último sábado (21), participavam de uma festa com outro homem e mais seis mulheres.
Segundo a polícia, o apartamento foi alugado por volta das 22h30 de sexta-feira (20), com previsão de saída às 10h.

No quarto, vestígios de consumo de álcool. Havia diversas garrafas de bebidas, como uísque, cerveja, vodca e energético. Em uma mesa, seis copos parcialmente cheios. No espelho, um disparo de arma de fogo.

Wesley Luiz Nascimento Silva, 22 anos, o “Diamante” e Ivan Gomes da Silva, 23 anos, também conhecido como “Caveirinha”, foram mortos com tiro na cabeça. Os dois eram acusados de diversos crimes na região. Próximo aos corpos, foram encontradas uma pistola nove milímetros e estojos e projéteis de arma de fogo.

SUICÍDIO

Um homem preso no motel confirmou que estava ali juntamente com Caveirinha, Diamante e as mulheres, que, de acordo com ele, fugiram durante o cerco policial.

Ele declarou ainda que quando um dos bandidos percebeu a aproximação de uma guarnição da Polícia Militar, ficou com receio de ser preso e atirou na cabeça do amigo e depois cometeu suicídio.

Diamante figurava o Baralho do Crime da SSP-BA

A PM confirmou que uma equipe havia se deslocado ao motel para verificar denúncia de uma festa com traficantes. Pouco tempo depois de realizar o cerco, os policiais ouviram os tiros.
O delegado que cuida das investigações já pediu que a perícia realize exame de pólvora combusta nas mãos e roupas das vítimas e da testemunha encontrada no apartamento.

Na garagem do apartamento estava estacionado um carro com o pneu dianteiro vazio e o vidro da porta dianteira esquerda quebrado. O veículo foi locado na tarde de sexta-feira.

O carro, a arma e demais objetos recolhidos durante o levantamento cadavérico também passarão por perícia. A polícia já recolheu as imagens do circuito de segurança do motel. O material vai ser analisado.

LONGA FICHA CRIMINAL

“Diamante” era um dos suspeitos de ter participado do assassinato do cabo da Polícia Militar Clodoaldo Mendes Santos Júnior, 40 anos. O policial foi executado a tiros, na noite de 13 de setembro, quando chegava em casa com a namorada.

Acusado de homicídios e outros crimes na região de Porto Seguro, Diamante figurava o Baralho do Crime da Secretaria da Segurança Pública da Bahia, como o 4 de Ouro, desde 14 de abril de 2018.

Já “Caveirinha” havia sido preso em julho de 2019, acusado de roubar R$ 70 mil de uma casa de shows. Ele também era investigado por roubo as caixas eletrônicos.

Os dois eram membros de uma facção criminosa com forte atuação na região e possuíam mandados de prisão decretados pela justiça.

Por | Radar64

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!

Itamaraju Notícias
Enviar para o WhatsApp