Prado – Acidente com médico itamarajuense deixa um morto e outro gravemente ferido

Um grave acidente envolvendo o médico itamarajuense Cristiano Moreau, de 34 anos, deixou o saldo de uma pessoa morta e outra gravemente ferida na noite do último domingo (26/2) na altura do km 10 da rodovia Prado – Itamaraju.

Marcos Nogueira dos Santos foi removido para Teixeira de Freitas e corre sério risco de ter a perna esquerda amputada

O veículo Mistsubish L200 Triton, preto, placa NYV 4896, que seguia por volta das 22h30 para a cidade de Itamaraju, colidiu contra a motocicleta Honda Biz C100, vermelha, placa JLL 6229, de Itamaraju, conduzida por Marcos Nogueira dos Santos, natural de Itamaraju e também ocupada por um homem negro de estatura mediada, ainda não identificado.

Marcos, com graves ferimentos nos membros superiores e com uma fratura exposta na perna esquerda, foi levado para o hospital geral de Prado pelos socorristas do SAMU 192 e, em seguida, conduzido para o Hospital Geral de Teixeira de Freitas para receber atendimento especializado.

Vítima fatal ainda não identificada

O segundo ocupante da Biz morreu na hora e foi conduzido para o Instituto Médico Legal Nina Rodrigues em Itamaraju pelo agente público Darlon, da funerária Prado.

Polícias Militar e Civil prestaram devida assistência no local do acidente

O médico Cristiano Moreau, filho do renomado advogado Candido Moreau, que conduzia a Mitsubish L200, nada sofreu. Cristiano foi quem prestou os primeiros-socorros para Marcos Nogueira e acionou o SAMU e a Polícia Militar. O condutor relatou para a reportagem do Teixeira Notícias que seguia para a cidade de Itamaraju, após um plantão no sábado na cidade de Prado e um domingo de folga. Ele ainda teria tentado o carro da direção da moto que vinha na contramão jogando o carro para o acostamento mas, infelizmente, não foi possível evitar a batida.

Motorista jogou o  carro para o acostamento para evitar a batida frontal. Pneu dianteiro estourou e lateral ficou bastante danificada.

Ele acreditava que, se a batida fosse frontal, a tragédia poderia ser maior, pois a motocicleta poderia invadir a cabine e matar Cristiano que estava acompanhado do pai e os dois ocupantes da motocicleta.

O registro policial da ocorrência foi realizado pelos soldados Mota e Carlitos, ambos comandados pelo tenente Samuel Santa Bárbara do batalhão de Polícia Militar de Prado e teve o apoio do policial civil Paulo Roberto, também da delegacia de Prado.

Médico Cristiano Moreau (centro) prestou os primeiros socorros, acionou o SAMU e a Polícia Militar

O policial civil Paulo Roberto realizou o procedimento cadavérico que será anexado ao inquérito policial a ser presidido pela delegada da Polícia Civil de Prado, Rosângela Santos.

Fonte / Teixeira Notícias

Deixe seu comentário