Prado: Fugitivo de Itamaraju é recapturado em Corumbau

Na tarde da última sexta-feira (18), por volta das 16:00 horas, policiais da CIPE/Mata Atlântica, a antiga CAEMA, conseguiram localizar e recapturar um foragido da justiça criminal de Itamaraju.

Os policiais – UBIRAJARA, PERLO, CELSO e ZENALDO – montaram campana para descobrir o paradeiro do foragido. DAVID CABRAL, mais conhecido como ‘PÉ NO CHÃO’, estava numa área de assentamento, em Corumbau, região litorânea do município do Prado. Quando foi abordado tentou se passar por outra pessoa, apresentando o nome de DANIEL. Foi detido porque trazia consigo 12 (doze) pedras de uma substância, com características do crack; uma espingarda – fabricada artesanalmente –, além de 3 (três) carcaças de animais silvestres (dois tatus e um tamanduá).

O fugitivo também mantinha em sua posse uma motocicleta (Honda/CG Titan/KS, cor verde, placa JMV-6577, de Eunápolis/BA). Segundo o sistema de informações da polícia, a placa corresponde a um reboque, apontando a possibilidade de a moto ser produto de furto. Um veículo – com as mesmas características desta motocicleta – foi furtado em Itamaraju, de um parente próximo a um dos carcereiros da unidade prisional daquela cidade.

‘PÉ NO CHÃO’ tem um grande histórico de fuga. No último dia 28 de março fugiu de uma das celas do Complexo Policial de Itamaraju, depois de condenado à cumprir pena no Conjunto Penal de Teixeira de Freitas, de onde também fugiu.

No dia 18 de outubro de 2010, ‘PÉ NO CHÃO’ e outros dois detentos subiram na parte superior de uma das celas da mesma unidade prisional, de onde tiveram acesso ao telhado, para jogar uma corda feita de cobertores e lençóis, a conhecida “tereza”, até escapar novamente.

Após ser preso por roubo e porte ilegal de arma, em 05 de julho de 2010, ele e outros detentos, fugiram do Complexo Policial de Itamaraju, aproveitando um buraco escavado numa das celas do Pavilhão A.

DAVID CABRAL, mais conhecido como “PÉ NO CHÃO”, tem apenas 27 anos, mas já registra grande atividade criminosa. É considerado perigoso. Segundo policiais que participaram da ação, ele se considera especialista em fugas, pelo fato de ter conseguido escapar da Penitenciária Lemos Brito, em Salvador, e da Cadeia Pública de Serrinha, na região nordeste da Bahia. Dado o seu histórico de fugas, ele deve ser encaminhado para o Presídio de Teixeira de Freitas.

Fonte: Primeiro Jornal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *