Prado: Vendedores ambulantes de Itamaraju são acusados de atos libidinosos com 4 garotas

A denúncia de que quatro meninas menores (duas de 13 e outras duas de 14 anos) dormiram, durante a noite de terça para quarta-feira, acompanhada de dois homens, levou os policiais do 4º Pelotão à Rua Gracinda, no centro da cidade do Prado. No local, JULIANO MOTA DE SANTANA (18) e um menor, de 17 anos, ambos vendedores ambulantes, estavam acompanhados pelas garotas denunciadas ao Conselho Tutelar do Prado.

Os vendedores ambulantes, ambos residentes na cidade de Itamaraju e que vieram vender produtos nas praias da cidade pradense, são acusados de manter atos libidinosos com as garotas. Uma delas denunciou que JULIANO MOTA DE SANTANA chegou a passar a mão por suas partes íntimas, apesar de não ter mantido conjunções carnais.

Confirmada a culpa do acusado, ele poderá responder por crime, considerado hediondo, previsto no Código Penal como estupro de vulnerável, quando a vítima é menor de 14 anos. A pena mínima é de 8 e a máxima de 15 anos.

Os menores foram liberados. O maior permanece detido na Delegacia de Polícia Civil do Prado, aguardando as providências da Justiça Criminal.

Fonte / Foto – Primeiro Jornal

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!