Chame Táxi Uirislan

PRF deflagra mais uma etapa da Operação ‘Cavalo de Aço’

Em 2019, 164 pessoas perderam a vida em acidentes envolvendo motocicletas, motonetas ou ciclomotores nas rodovias federais da Bahia. No ano passado, foram registrados também 1.215 acidentes com motos e similares.

A Polícia Rodoviária Federal na Bahia realizou, entre os dias 21 e 23 de janeiro, mais uma etapa da Operação ‘Cavalo de Aço’. A ação abrangeu trechos da BR 116, nos municípios de Itatim e Jequié.

Em 2019, foram registrados nas rodovias federais da Bahia 469 vítimas fatais em acidentes de trânsito. Deste total, 164 mortes envolveu motociclista ou passageiro da moto, o que representa quase 35% dos óbitos registrados no estado.

Muitos acidentes envolvendo motocicletas, motonetas ou ciclomotores ocorrem por imprudência ou até mesmo imperícia do condutor. O número de motociclistas flagrados dirigindo sem habilitação ou sem usar o capacete é determinante na quantidade e gravidade dos acidentes envolvendo veículos de duas rodas.

Atento a esta situação e com o objetivo de reduzir acidentes envolvendo este tipo de veículo, a PRF vem realizando a operação temática ‘Cavalo de Aço’, para prevenir a ocorrência de acidentes, cometimentos de infrações de trânsito e crimes, principalmente, em situações que envolvam veículos de duas rodas.

Durante os três dias de fiscalização, 331 veículos foram fiscalizados com abordagem e 334 pessoas fiscalizadas. 362 autos de infração emitidos e 102 veículos recolhidos ao pátio por apresentarem irregularidades impossíveis de serem sanadas no local ou por comprometerem a segurança dos usuários da rodovia. Foram também recolhidos 21 documentos (CNH e CRLV) que não estavam em conformidade com as normativas. Foi cumprido também 01 mandado de prisão

Ressalte-se que no decorrer das atividades, a PRF convidou os condutores para realização do teste do etilômetro (bafômetro), para verificar presença de álcool no organismo. Todos receberam dicas de segurança como o uso obrigatório do capacete para todos os ocupantes; uso correto dos retrovisores como item indispensável à segurança; sistema de iluminação e equipamentos obrigatório.

A PRF alerta que a preparação e o treinamento realizados antes da permissão para dirigir fornecem noções essenciais de regras de circulação, transporte de pessoas e condutas mais seguras no trânsito.

Por | PRF 

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!