Primavera: saiba como se prevenir das doenças respiratórias comuns desta época

Com a chegada da Primavera, período conhecido pelo florescer das plantas e flores, características da estação como mudança do clima, polinização e tempo seco impactam no aumento de doenças respiratórias. Rinite, asma e bronquite são algumas das infecções mais comuns nesta época do ano.

Um estudo realizado no Brasil demonstrou que o país se encontra no grupo com as maiores taxas mundiais de asma e rinite. Na Primavera, algumas alergias apresentam sintomas com mais frequência e um dos fatores é a polinização, processo característico da estação do ano em que as flores produzem o pólen, responsável pela produção da planta. Como o grão de pólen é pequeno e leve, ele também é carregado pelo vento para a fecundação aleatória e em contato com as mucosas desencadeia uma reação inflamatória. Espirros, coceira do nariz, olhos e garganta e congestão nasal são algumas dessas reações.

Para ajudar a prevenir as doenças respiratórias, como gripe, resfriado, rinite e sinusite, a recomendação é realizar a limpeza e hidratação nasal diariamente. “A limpeza nasal remove as impurezas inaladas e diversos agentes agressores, como vírus e bactérias, além de auxiliar na diluição e remoção das secreções. A hidratação nasal também é extremamente importante, pois complementa o cuidado da limpeza. A camada de gel umidifica a mucosa nasal por mais tempo, promovendo conforto para o nariz e intensificando este cuidado”, explica Maura Neves, otorrinolaringologista e doutora em Ciências da Saúde pelo Departamento de Otorrinolaringologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

A especialista alerta que o nariz aquece e umidifica o ar inalado, além de filtrar as partículas e microrganismos, permitindo que chegue com as características necessárias aos pulmões. “A respiração feita pelo nariz e de forma correta traz benefícios não só para que os órgãos do corpo trabalhem perfeitamente, mas também pode ajudar a controlar crises de ansiedade e estresse, renova e aumenta a energia do corpo, melhora a concentração e garante uma noite de sono tranquilo, além de prevenir todos os malefícios que podem ocorrer por meio da respiração oral”, comenta Dra. Maura.

De acordo com o Climatempo, será comum nos próximos meses alguns períodos secos e outros muito úmidos. Com a redução das chuvas em determinados meses do ano e aumento da temperatura, as partículas nocivas em suspensão no ar se deslocam de forma lenta e em casos de inversão térmica ficam aprisionadas pelo ar quente causando problemas respiratórios. Dra. Maura alerta que é necessária a adoção de outros cuidados para ajudar na prevenção das crises alérgicas. “Lavar as mãos com frequência, beber água, evitar flores e plantas em casa, não ter objetos que acumulem poeira, como tapetes, cortinas, almofadas na residência são alguns cuidados que pessoas alérgicas podem tomar e prevenir as crises alérgicas respiratórias”.

 

Por | Atila Barros

Associate, Client Experience

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!

Itamaraju Notícias
Enviar para o WhatsApp