Chame Táxi Uirislan

Redemocratização completa 35 anos

Em 15 de janeiro de 1985 a eleição do mineiro Tancredo Neves colocou fim a ditadura militar instaurada em 31 de março de 1964 e liderada pelo General Humberto de Alencar Castelo Branco primeiro presidente do regime militar que durou mais de 20 anos.

Tancredo Nevesdo PMDB foi eleito indiretamente vencendo por 480 a 180 e 26 abstenções o candidato Paulo Maluf do PDS, atual Progressista, partido que sustentava a ditadura vigente personificada pelo General João Batista Figueiredo.

Em 1985 foi registrada a última eleição indireta para presidente. A eleição indireta ocorre quando o presidente é eleito pelos deputados federais. De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, ao longo de sua história republicana, oito presidentes foram eleitos dessa forma.

Foram eles: Deodoro da Fonseca (1889-1891), Getúlio Vargas (1934-1937), Humberto de Alencar Castello Branco (1964-1967), Arthur da Costa e Silva (1967-1969), Emílio Garrastazu Médici (1969-1974), Ernesto Geisel (1974-1979), João Baptista de Oliveira Figueiredo (1979-1985) e Tancredo de Almeida Neves.

Essa última eleição indireta ocorreu pois a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que tinha por objetivo restaurar as eleições diretas para presidente da República no Brasil não conseguiu, em 25 de abril de 1984, os dois terços necessários dos votos da Casa (320 votos) para que a proposta seguisse para o Senado.

O filme Tancredo – A Travessia (https://www.youtube.com/watch?v=BDmpIoadSPc) mostra a história do presidente Tancredo Neves.

Em Itamaraju vemos marcas desse período representadas no nome da praça da rodoviária (Praça Castelo Branco), homenageando ao primeiro presidente da ditadura militar, bairro 31 de março (Centro) alusão a esta fatídica data,ainda há o colégio Presidente Médice, e a Rua Arthur da Costa e Silva.

Por | Dr.-Ing. Jessé Gomes

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!