Moto Facil

TEIXEIRA | Corpo em decomposição e sem a cabeça é encontrado na zona rural

Na tarde desta sexta-feira, 17 de março, a Central de Polícia Militar foi acionada e informada da localização de um corpo do sexo masculino, em estado de decomposição, que estava à beira de uma represa, em uma propriedade rural, próxima à BA 290, rodovia que liga Teixeira de Freitas a Medeiros Neto. Uma guarnição esteve no local e confirmou a informação, acionando a Polícia Civil.

O delegado plantonista, Júlio César Telles, juntamente com investigadores do Núcleo de Homicídio, esteve no local, onde realizou o levantamento cadavérico. O corpo, já em estado avançado de decomposição, estava sem a cabeça, e algumas partes já haviam sido comida por urubus e larvas. O Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas foi solicitado e os peritos Flávio Sampaio e Everton dos Anjos estiveram no local, auxiliados pelos agentes Milton e Joásio, do IML.

Durante perícia no local e no corpo, que trajava camisa branca, bermuda preta e cueca preta da marca Oceano, foi identificado que a vítima não possuía 02 dedos da mão direita, sendo o anelar e o médio, e possuía uma tatuagem. Ainda no local, foi encontrado um boné preto com aba e letras na cor verde da marca “John John”. Segundo os peritos e o delegado, não foi possível identificar as causas da morte no local, principalmente pela falta da cabeça da vítima.

Após perícia, delegado autorizou a remoção do corpo ao IML de Teixeira de Freitas, onde será submetido a necropsia, ainda nesta sexta-feira (17). O delegado Júlio Telles e sua equipe já trabalham no caso, e irão levantar a existência de alguma pessoa do sexo masculino desaparecida. Os trajes e a falta de dois dedos na mão direita, poderá ajudar a Polícia na identificação da vítima. O delegado aguardará os laudos periciais e de necropsia para identificar as causas da morte e qual será a linha de investigação no caso.

Nossa equipe esteve no local, que é de difícil acesso, e comprovou todas as informações relatadas. Os trabalhos foram dificultados devido ao acesso, e também pelo forte odor do corpo. Muitos urubus estavam no local, e a Polícia não descarta que a cabeça possa ter sido arrancada ou comida pelos abutres. A Polícia pede se alguém tiver algum parente desaparecido, procurar a sede da Delegacia de Polícia Civil de Teixeira de Freitas, e logo após será encaminhado para o IML para possíveis exames de DNA.

Por | Liberdadenews

Comentários no Facebook