Teixeira de Freitas: Acidente entre duas carretas deixa duas vítimas fatais na BR 101

Duas carretas se envolveram em um acidente grave na BR 101, por volta das 10h00, deste sábado, 27 de abril, no Km 905 da BR 101, logo após o Distrito de Rancho Alegre. O acidente deixou duas vítimas fatais e provocou um engarrafamento de quase 03 horas na BR. As vítimas foram identificadas como Gabriel Alves dos Santos, 55 anos de idade, conhecido como “Bebeca” e Doralice Carvalho Queiroz, 46 anos de idade, esposa de Gabriel, ambos moradores da Rua Cedro, no Bairro Castelinho.
   4
 
Gabriel conduzia uma carreta com vasilhames da Bahia Beer (placa MLB 6687), o qual iria para o Rio de Janeiro carregar de cerveja, quando o condutor de uma carreta tipo Julieta (placa OLB 3211), utilizada no transporte de eucalipto, vinha em sentido contrário e colidiu contra o caminhão de Gabriel.
 3
O condutor da Carreta foi identificado pelo prenome de Leone e segundo informações de testemunhas, ele vinha em alta velocidade e fazendo zigue-zague na pista. Chegando na curva do acidente, a Julieta invadiu a mão contrária, colidindo com o outro caminhão.
 
No impacto, Doralice foi arremessada para fora da cabine do caminhão e teve diversos ferimentos. Ela ainda foi socorrida pelo SAMU, mas morreu a caminho do hospital. A carreta de vasilhames teve a sua frente totalmente destruída e o motorista Gabriel ficou preso nas ferragens. O Corpo de Bombeiros levou mais de 02 horas para retirar o corpo do Gabriel das ferragens. O condutor da outra carreta evadiu-se do local.
 2
A Polícia Rodoviária Federal compareceu ao local e controlou o trânsito até a chegada da Polícia Civil, que esteve representada pelo delegado Dr. Robson Marocci e os peritos Dr. Bruno Melo e Everton dos Anjos. Segundo o perito Bruno Melo, foi retirado o tacógrafo no local e de acordo com análise preliminares, pode-se afirmar que a Julieta estava acima da velocidade. O tacógrafo será analisado com mais critérios posteriormente.
6
 
Após a perícia de local, os peritos autorizaram a  remoção dos corpos ao IML para os exames de praxe. O delegado Robson Marocci instaurou um inquérito policial para apurar responsabilidade.
 
Por: Edvaldo Alves/ Liberdadenews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *