TEIXEIRA | Jovem é executado com mais de 10 tiros de pistola “Ponto 40”

Na tarde desta terça-feira, 07 de março, o Bairro Vila Vargas viveu momentos de terror, onde um jovem foi executado a tiros na Rua Aurelino J. de Oliveira. Após o crime, a Polícia Militar foi acionada e o Coordenador de Área da 87ª CIPM, juntamente com uma guarnição do PETO, se deslocou até o local, isolou o local, preservou a área, já que estojos e projéteis estavam próximos ao corpo, e acionou a Polícia Civil.

A vítima foi identificada como sendo Uagdon Oliveira dos Reis, 22 anos de idade, conhecido como “U”, que residia na Rua Laranjeiras, no Bairro Tancredo Neves. Segundo informações, 02 indivíduos em uma motocicleta se aproximaram da vítima e efetuaram cerca de 08 disparos. Os estojos próximos ao corpo eram de munição calibre .40 (ponto 40). O delegado titular da 8ª COORPIN e do Núcleo de Homicídio, Manoel Andreetta, e duas equipes, esteve no local e realizou o levantamento cadáverico.

O delegado solicitou perícia e uma equipe do Departamento de Polícia Técnica, composta pelos peritos Danilo Bastos e Danilo Mattos estiveram no local, onde realizaram o levantamento cadavérico. No local, os peritos recolheram 05 estojos e 04 projéteis, a maioria de munição calibre .40 (ponto 40) e 01, que aparenta ser de munição calibre 38, todos recolhidos e encaminhados para o DPT, onde serão submetidos à exames de físico-descritivos e arquivados para posterior exames balísticos..

Durante os trabalhos periciais, os peritos identificaram 15 perfurações pelo corpo da vítima, sendo ferimentos de entrada e saída. Foram identificados ferimentos no tórax, perna direita, perna esquerda, nas costas, cabeça e braço esquerdo. Após perícia no local, os trabalhos foram finalizados e o corpo removido ao IML de Teixeira de Freitas, onde será submetido à necropsia, em seguida, o corpo será liberado aos familiares para velório e sepultamento.

Segundo o delegado Manoel Andreetta, sob coordenação da delegada Valéria, a equipe do Núcleo de Homicídio já ouviu testemunhas, e já realizam diligências a fim de colher mais informações acerca do caso. O delegado disse que um inquérito policial será instaurado para investigar autoria e motivação do crime. O delegado disse que a primeira informação é que o jovem não possui passagem pela Polícia, mas, irá levantar isso na delegacia. O delegado pediu colaboração da população para que mais esse crime seja elucidado.

“Infelizmente mais um homicídio, mais uma vida perdida, mas, a Polícia já está trabalhando para elucidar o caso. E pedimos a colaboração da população. Quem tiver alguma informação sobre esse crime, denuncie, ligue 190 ou 197, que o sigilo é absoluto”, explicou Manoel Andreeta, que instautou inquérito policial.

Por | Liberdadenews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *