Moto Facil

TEIXEIRA | Movimentos sindicais protestam contra reforma da previdência

No “Dia internacional da mulher” foi realizado na Câmara Municipal de Teixeira de Freitas solenidade comemorativa com a entrega de flores e certificado de agradecimento para algumas mulheres, convidadas, da comunidade.

Na ocasião sindicalistas presentes no local discretamente chamavam a atenção dos convidados para o fato que o projeto de Reforma da Previdência, proposta pelo governo Michel Temer (PMDB), irá prejudicar a todos, mais ainda as mulheres.

Fixando faixas e banners de protesto na entrada da câmara e distribuindo discretamente cartilhas com esclarecimentos sobre o assunto, os conscientiza dores ligados a centrais CUT, FORÇA, UGT, CTB alertavam os presentes sobre as consequências de uma eventual aprovação da reforma.

Na vigência atual a idade mínima exigida pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), para concessão do benefício é de 60 anos para as mulheres. Com a reforma homens e mulheres terão de trabalhar até os 65 anos, e contribuir por 45 anos, para requerer a aposentadoria.

Aos trabalhadores da da zona rural a mudança vai acrescentar  mais cinco anos de trabalho e  um maior tempo de contribuição para homens e mulheres que tal como as trabalhadoras urbanas também terão a idade mínima exigida igualadas. De acordo com Cleiliane dos Santos Salvino ,da associação dos pequenos produtores rurais de Teixeira de Freitas e do grupo que protestou na câmara:

“A proposta do governo atual não considera a dupla jornada de trabalho da mulher que, além de trabalhar fora, ainda é responsável com os serviços de casa. A questão de gênero deve fazer parte das discussões para evitar um aprofundamento das desigualdades existentes entre homens e mulheres. Por isso esperamos estar mobilizadas para a manifestação do dia 15.”

A mobilização que fala Cleiliane será realizado dia quinze de março  na Praça dos Leões, a partir das 8hs, e contará com a participação dos principais sindicatos locais. Espera-se, os sindicalistas, que milhares de cidadãos compareçam em massa para dizer não a reforma previdenciária que, dentre outras coisas, vai retirar, sobretudo das mulheres, direitos adquiridos.

Antes do fim do evento os manifestantes deixaram a câmara, as faixas de protestos permaneceram afixadas no local.

Por | SINDACESB

Comentários

Comentário

One thought on “TEIXEIRA | Movimentos sindicais protestam contra reforma da previdência

  1. Movimentos sindicais. Boa merda peguei essa porcaria de sindicato por 15 anos e fiquei desempregado nunca recebi uma certa, esse movimento esquerdopata que só representa paralisação e lucro. Isso tem que acabar o Brasil tem potencial nós não precisamos ficar dependendo de esmola do governo. Queremos oque é nosso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *