Traficante é morto após invadir casa e manter mulher e criança reféns

Um grupo ateou fogo em um ônibus, por volta das 8h desta terça-feira (26), na cidade de Pindorama, distrito de Porto Seguro. De acordo com a delegada Valéria Chagas, coordenadora da 23ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin/Eunápolis), a ação foi realizada pelo bando do traficante Marvison Paula Gomes, o Marzinho.

Com cinco mandados de prisão, sendo um deles referente à morte do soldado da Polícia Militar Denisson Rodrigues Sampaio, 31, Marvinho estava sendo perseguido pela Polícia Militar desde as 4h da manhã.

RTEmagicC_pindorama_bus.jpg[1]

Durante a fuga, ele invadiu algumas casas. Em uma delas, por volta das 8h, manteve refém uma mulher de 23 anos e uma criança de quatro anos. Cercado pela PM, Marvinho, então, entrou em contato com comparsas e determinou que ateassem fogo no ônibus para desviar a atenção da polícia.

Ainda de acordo coma delegada Chagas, após a negociação entre a polícia e o criminoso resultar na liberação dos reféns, Marzinho atirou na PM, que revidou e baleou o traficante, integrante da facção Mercado, Povo e Atitude (MPA). Marzinho não resistiu e morreu no local da troca de tiros.

Por | Correio da Bahia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *