Chame Táxi Uirislan

Zilda Cardoso, atriz que interpretou Catifunda, morre aos 83 anos

Informação foi confirmada por um investigador do 77º Distrito Policial. Ela também atuou em programas como “Praça da Alegria” e “A Praça é Nossa”.

A atriz Zilda Cardoso, de 83 anos, morreu na manhã desta sexta-feira (20), em seu apartamento no bairro Santa Cecília, Centro da cidade de São Paulo. A informação foi confirmada pelo investigador Luiz Carlos Vegi, do 77º Distrito Policial.

De acordo com a polícia, a cuidadora chegou na casa de Zilda, que morava sozinha, à tarde. Ela estava na cama e não respondeu aos chamados. Uma viatura da Polícia Militar foi chamada e em seguida foi chamado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que constatou a morte às 16h12.

O corpo passará por exame de necropsia para averiguar a causa da morte.

Zilda nasceu em 4 de janeiro de 1936 e ficou conhecida por sua personagem “Catifunda” na Escolinha do Professor Raimundo – a aluna levava um charuto na mão e saudava os colegas com a expressão “Saravá!”.

Carreira

Zilda começou a atuar em programas humorísticos no início dos anos 1960. Ela chegou a ser apresentadora do programa “Zilda 23 polegadas”, na TV Paulista, entre 1962 e 1964. Em “O Riso é o Limite”, da TV Rio, na mesma época, ela já se apresentava como a Dona Catifunda. Desde então, ela participou de inúmeros programas de humor, no papel de Catifunda ou de outras personagens.

Com a mesma personagem, ela também atuou em programas como “Praça da Alegria” e “A Praça é Nossa”. Ela também participou de “Os Trapalhões”, “Praça Brasil” e “Estados Anísios de Chico City” e outros.

Ela participou de filmes nas décadas de 60 e 70, como “O Lamparina” (1963), “Golias Contra o Homem das Bolinhas” (1969) e “Se Meu Dólar Falasse” (1970).

ZIlda também atuou em produções de drama, como a novela “Meu Bem, Meu Mal”, da TV Globo, de 1990, em que interpretou a personagem Elza.

Deixe seu comentário. Interaja Você Também!