InícioEditorialPolítica NacionalAbsurdo, diz Gleisi sobre post de ministro de Israel sobre Lula

Absurdo, diz Gleisi sobre post de ministro de Israel sobre Lula

Israel Katz exigiu desculpas do presidente; deputada do PT afirma que publicação mostra “bem” como é o governo de Netanyahu

A presidente do PT Gleisi Hoffmann (dir.) saiu em defesa de Lula (esq.) depois de Israel Katz falar que o presidente deveria se envergonhar Sérgio Lima/Poder360 – 8.dez.2023

PODER360 29.fev.2024 (quinta-feira) – 10h11

A presidente do PT, deputada Gleisi Hoffmann (PR), disse na 4ª feira (28.fev.2024) que a publicação do ministro de Relações Exteriores de Israel, Israel Katz, criticando o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com um “meme deplorável” mostra “bem” como é o governo do primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu. Katz criticou o chefe do Executivo brasileiro pelas declarações a respeito da atuação de Israel em Gaza e exigiu um pedido de desculpas pela fala.

“A causa de Lula é humanitária, pela paz e essa postagem indigna de um ministro de Estado só depõe contra Israel e envergonha o povo judeu”, afirmou Gleisi em seu perfil no X (ex-Twitter). Segundo ela, “jamais” que o país sob a liderança do petista iria “se calar diante de tamanha cólera”. A deputada ainda declarou: “Não é uma guerra com 2 lados armados, é um genocídio de um povo”.

A presidente do PT chamou o post de Katz de “absurdo” e disse que o “meme deplorável” deturpa a imagem do presidente Lula. Gleisi também afirmou que “até” os Estados Unidos estão pedindo por cessar-fogo com “críticas diretas” do presidente norte-americano Joe Biden ao “radicalismo e violência” de Netanyahu na Faixa de Gaza.

Até 4ª feira (28.fev), havia o registro de 30.365 mortos palestinos e 1.139 israelenses, segundo a Al Jazeera (emissora estatal da monarquia do Qatar). Informações sobre Gaza são do Hamas e não há meios para verificar esses dados de maneira independente.

Lula x Katz O ministro de Relações Exteriores israelense voltou a criticar Lula depois do presidente falar que “não utilizou a palavra Holocausto” ao comparar os ataques israelenses na região ao extermínio de judeus promovida por Adolf Hitler (1889-1945) na 2ª Guerra Mundial (1939-1945).

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Segmento de alimentação abre oportunidades às empresas no Ceará

Saúde, bem-estar e inovação também impulsionam empreendedores no Estado, segundo o Sebrae No Ceará,...

Sete anos após Joesley delatar, Lula vai à JBS e critica a “mentira”

Lula visitou nessa sexta-feira uma indústria de processamento de carne da JBS, elogiou os...

O candidato de Lula a presidente da Câmara não será o de Arthur Lira

A fala original de Ulysses Guimarães, presidente do MDB, da Câmara dos Deputados e...

Atletas olímpicos “convocam” a população para votar nas Eleições 2024

No ano em que o mundo voltará os olhos para os Jogos Olímpicos de...

Mais para você