InícioEditorialPolítica NacionalAilton Barros alega que fez ‘bravata’ ao afirmar que tinha informações sobre...

Ailton Barros alega que fez ‘bravata’ ao afirmar que tinha informações sobre o caso Marielle Franco

Nesta quinta-feira, 3, o defensor público aposentado, Ariovaldo Costa Homem, esteve no presídio em Benfica, na zona Norte do Rio, para acompanhar a audiência de custódia que manteve a prisão preventiva do militar da reserva Ailton Barros, preso na Operação Venire. O defensor e amigo de Barros diz ter conversado com o capitão reformado, que alega que o áudio revelado pela Polícia Federal (PF) e enviado ao tenente-coronel Mauro Cid, ex-ajudante de ordens de Jair Bolsonaro, no qual ele diz saber quem mandou matar a vereadora Marielle Franco era apenas uma “bravata”. Segundo Ariovaldo, Barros alega que o trecho da conversa, datada de novembro de 2021, seria uma tentativa de impactar e impressionar pessoas próximas ao ex-presidente Jair Bolsonaro e do Partido Liberal do Rio de Janeiro, uma vez que Ailton pretendia se lançar candidato a deputado estadual em 2022. Ailton Barros passou por audiência de custódia e segue preso no sistema carcerário fluminense.

Interlocutores da PF revelaram à Jovem Pan News que a investigação teria duas correntes, uma que dá conta de que a veracidade das afirmações de Barros precisa ser analisada por dever de ofício, e outra que diz que indícios, o teor da conversa e outros elementos sugerem que a fala de fato se tratou de uma bravata por parte de Barros. A Operação Venire, deflagrada na última quarta-feira, 3, investiga uma possível fraude na inserção de dados de vacinação contra Covid-19 nos sistemas do Ministério da Saúde.

*Com informações do repórter Rodrigo Viga

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Carlinhos ‘Mendigo’ é enviado para centro de detenção em Guarulhos

Carlos Alberto da Silva, o ‘Carlinhos Mendigo‘ do humorístico Pânico, foi enviado para o Centro de Detenção Provisória de Guarulhos na tarde desta quinta...

TSE autoriza partidos a usar fundo partidário para comprar imóveis em leilões

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (20), por unanimidade, que as legendas...

Moraes arquiva inquérito contra Google e Telegram

Aberto em 2023, o inquérito investigava as empresas por fazer campanhas “abusivas” contra o...

Mais para você