InícioEditorialAvião de Leila Pereira resgata cerca de 100 animais no Rio Grande...

Avião de Leila Pereira resgata cerca de 100 animais no Rio Grande do Sul

O avião da presidente do Palmeiras, Leila Pereira, desembarcou em Sorocaba nesta terça-feira (21), com cerca de 100 animais resgatados em meio às enchentes do Rio Grande do Sul. Imagens feitas no local mostram o momento em que as gaiolas de transporte são descarregadas e alguns dos bichinhos são soltos no hangar. A aeronave foi para Caxias do Sul com alimentos e medicamentos para animais, junto de cerca de 30 veterinários. Este tipo de ajuda já vinha sendo oferecido pela dirigente palmeirense desde a semana passada, quando 30 bichos foram resgatados após o transporte de toneladas de alimentos. Dona de 16 cachorros, Leila é entusiasta da causa animal. A presidente do clube alviverde comprou o avião em 2023 para facilitar a logística do Palmeiras, mas também com a intenção de fretá-lo para outros clubes por meio de sua empresa Placar Linhas Aéreas. Depois de uma falha técnica ocorrida antes de a delegação voltar da Colômbia, em agosto do ano passado, a aeronave passou por uma manutenção e só foi liberada para voo recentemente.

cta_logo_jp
Siga o canal da Jovem Pan News e receba as principais notícias no seu WhatsApp!

Os esforços para resgatar animais afetados pelas chuvas no Rio Grande do Sul têm gerado grande mobilização por todo o país. Até o fim da semana passada, mais de 11,9 mil animais haviam sido resgatados das enchentes que devastam o estado, de acordo com a Defesa Civil. A força-tarefa de resgate e cuidados desses animais envolve milhares de voluntários, alguns até vindos de outros Estados, assim como agentes do poder público. Há médicos veterinários, biólogos e pessoas com as mais diversas profissões, muitas nunca antes ligadas à proteção animal.

Apesar da mobilização, há casos com desfechos mais dramáticos envolvendo animais. A rede de pet shops Cobasi confirmou, na segunda-feira, a morte dos animais da loja do Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre, inundada desde o último dia 3. Membros da ONG Princípio Animal estiveram na unidade para tentar resgatar bichos que sobreviveram à enchente, após obter autorização judicial. A entidade acredita que os animais estariam vivos caso tivessem sido levados à parte superior da loja pelos funcionários.

A Cobasi, por sua vez, alega que o estabelecimento teve de ser deixado de forma emergencial, conforme orientações das autoridades locais, e que “foi garantido que os animais estivessem seguros e com o necessário para a sobrevivência até o retorno dos colaboradores que considerávamos ser breve”, segundo nota da empresa.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Leila Pereira (@leilapereira)

*Com informações do Estadão Conteúdo 
Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Alvo de Aras, jornalista tenta tirar vice do ex-PGR de ação no STF

O jornalista André Barrocal, alvo de uma ação movida pelo ex-procurador-geral da República Augusto...

STF retoma julgamento sobre atendimento de pessoas trans no SUS

Ação protocolada pelo PT defende que grupo tenha acesso assegurado aos serviços públicos de...

Silvio de Almeida é aplaudido em culto evangélico ao falar de aborto

São Paulo — O ministro de Direitos Humanos, Silvio Almeida, participou, na noite dessa...

Renascer: abandonada por Rachid, dona Patroa tem virada inédita

Reprodução/Globo 1 de 1 Foto colorida de Dona Patroa (Camila Morgado), em Renascer -...

Mais para você