InícioEditorialBalanço do Bahia aponta déficit de R$ 77 milhões em 2022

Balanço do Bahia aponta déficit de R$ 77 milhões em 2022

Se dentro de campo a temporada 2022 do Bahia terminou com o acesso à Série A, na parte financeira a situação não foi nada positiva. No ano em que jogou a Série B e teve uma grande redução no orçamento, o tricolor registrou déficit de R$ 77,8 milhões. 

As contas do Bahia foram apresentadas na noite desta segunda-feira (10), durante reunião do Conselho Deliberativo, que contou com a participação da diretoria executiva, encabeçada pelo presidente Guilherme Bellintani.

O valor do déficit é o maior do clube nos últimos anos. Em 2020, primeiro ano da pandemia da covid-19, o Esquadrão fechou com saldo negativo de R$ 50 milhões.  

De acordo com os dados apresentados, o tricolor arrecadou no último ano R$ 108,3 milhões, mas gastou acima do previsto pelo orçamento. A despesa operacional, por exemplo, ficou em R$ 125  milhões, quando o orçado foi de R$ 80 milhões.

O custo com o futebol foi de cerca de R$ 73 milhões. Destes, R$ 51,6 milhões foram desembolsados com o elenco e comissões técnicas durante a temporada passada.  

Também ajudaram a elevar as contas do tricolor o acordo celebrado em julho com o banco Opportunity no qual o Esquadrão se comprometeu em pagar R$ 35 milhões por conta de uma ação movida pelo antigo parceiro. O valor original era de R$ 114 milhões. O débito será quitado pelo Grupo City.

Em dezembro, o Bahia também reconheceu a atualização de contingências cíveis e trabalhistas no valor de R$ 11,7 milhões, o que aumentou o prejuízo.  

No parecer apresentado, o Conselho Fiscal apontou que o clube voltou a não recolher encargos trabalhistas no último ano, mas informou que a situação foi resolvida em março de 2023. 

Apesar do déficit, as contas foram aprovadas pelo Conselho Deliberativo e agora passarão pela votação dos sócios do clube e Assembleia Geral. Essa foi a última prestação de contas do Bahia associação já que o Esquadrão está nos trâmites finais para a constituição da SAF. 

Composição
Ao todo o Bahia arrecadou R$ 108,3 milhões em 2022. A bilheteria foi responsável pela maior parte das receitas do clube no ano, com cerca de R$ 36 milhões, o que representa 34% do montante. A conta inclui o programa de sócio torcedor e os ingressos vendidos na bilheteria. 

Logo depois aparece a venda de atletas. O clube arrecadou R$ 21, 4 milhões com a negociação de direitos econômicos e não conseguiu bater a meta de R$ 27 milhões prevista no orçamento. É importante destacar que o Bahia ficou impedido de vender jogadores ao fim da Série B por conta de uma cláusula no contrato de negociação da SAF com o Grupo City. 

Já os direitos de transmissões aparecem apenas na terceira colocação, com R$ 18,2 milhões. Entre as receitas, o tricolor somou ainda patrocínio/marketing, a Loja Esquadrão, luvas e premiações e outros.

Em 2022, o Bahia aumentou o seu endividamento. O débito saltou de R$ 235 milhões registrados em 2021 para  R$ 296 milhões no ano passado. Uma diferença de R$ 61 milhões. Vale destacar que pelo acordo com o Grupo City, o fundo investidor deverá liquidar a dívida do clube nos próximos anos.

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Exclusivo: Hariany Almeida é vetada em programa de Virginia Fonseca

A coluna Fábia Oliveira descobriu novos capítulos dos bastidores da “treta” entre Virginia Fonseca...

Câmara aprova projeto de Lira para punir deputados brigões

A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (12/6), projeto que prevê a suspensão de mandato...

‘Queremos fazer tudo legal, respeitando o meio ambiente’, diz Lula sobre exploração de petróleo na foz do Amazonas

Durante discurso para autoridades do governo da Arábia Saudita no Rio, o presidente defendeu...

Mais para você