InícioEditorialBrasil tem mais de 70 milhões de consumidores inadimplentes, aponta Serasa

Brasil tem mais de 70 milhões de consumidores inadimplentes, aponta Serasa

O Brasil registrou 70,1 milhões de consumidores inadimplentes em janeiro de 2023. O número de devedores é 18% maior em comparação ao mesmo período de janeiro de 2018, cinco anos atrás, quando foi registrado 59,3 milhões de inadimplentes. Os dados, divulgados nesta segunda-feira, 27, são do estudo inédito da Serasa Experian. Além da inadimplência, o valor das dívidas também cresceu. Em média, cada inadimplente brasileiro deve R$ 4.612,30. Em janeiro de 2018, era R$ 3.926,40. Houve um crescimento de 19% no período. Em relação à faixa etária, os idosos com 60 anos ou mais estão entre os mais endividados. O número desses devedores aumentou 17%, em comparação a outras faixas etárias, com alta de 12%. O estudo do Serasa revela que a inflação e os juros altos são os principais fatores responsáveis pelo crescimento da inadimplência no Brasil no período analisado. Os dados foram divulgados no anúncio de uma edição extraordinária do Feirão Limpa Nome, que teve início nesta segunda. Na ação, os consumidores podem renegociar dívidas com bancos, financeiras, telefônicas e outras empresas. A negociação pode ser feita pelo site www.serasa.com.br, app Serasa no Google Play e App Store, 0800 591 1222 (ligação gratuita) ou WhatsApp (99575–2096).

Você sabia que o Itamaraju Notícias está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.

Últimas notícias

Tebet diz que governo busca ‘meta zero’ do déficit público, mas evita cravar: ‘Seria como jogar na loteria’

A ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, reforçou nesta quarta-feira (12), que o governo mira a meta de déficit zero nas contas...

Brasil derrete e dólar dispara quando Lula abre a boca, diz Flávio

Filho do ex-presidente Bolsonaro declara que ao final do mandato do petista o brasileiro...

Moraes ironiza e diz que é chamado de “único comunista” do STF

O ministro Alexandre de Moraes brincou com a alcunha de “comunista”, muitas vezes dirigida...

Mais para você